Durante sua fala aos senadores no plenário do Senado Federal nesta segunda-feira (29), a presidente Dilma Rousseff chamou o presidente interino, Michel Temer, por algumas vezes de traidor. Mas essas palavras não foram as únicas para fazer referência ao peemedebista. Dilma também acusou o governo Temer de pretender realizar cortes nas áreas sociais. Após o discurso da petista, #Michel Temer divulgou nota repudiando a fala de Dilma.

A presidente afastada afirmou que o governo interino de Michel Temer irá realizar cortes nos direitos dos trabalhadores, por exemplo, caso seja efetivado. 

Em nota divulgada à imprensa, o presidente interino afirmou que irá respeitar os direitos constitucionais dos trabalhadores.

Publicidade
Publicidade

Temer também já preparou o terreno para caso Dilma seja afastada em definitivo do cargo e declarou que "reformas" serão colocadas em prática.

Além de "desmentir" Dilma, a nota afirmou que as medidas terão como objetivo garantir a geração de emprego e a retomada do crescimento da economia do País. #Dilma Rousseff #Dentro da política