De acordo com informações do jornal 'Extra' em reportagem publicada nesta quarta-feira, 31, o filho transgênero da cantora Gretchen, Thammy Miranda, não poderá concorrer ao pleito para o cargo de vereador nas Eleições Municipais que ocorrem no dia 02 de outubro. A decisão foi dada pela Justiça Eleitoral nesta terça-feira, 31. Thammy lamentou que sua carreira política já tenha chegado ao fim de maneira tão rápida e inesperada. Ele foi até à internet para comentar o ocorrido e tentou explicar o porquê que foi impedido de realizar tal ação. O problema, segundo Miranda, é que uma das certidões enviadas à Justiça Eleitoral acabou sendo extraviada.

Publicidade
Publicidade

O ex-candidato a vereador nega que tenha enviado a documentação depois do prazo necessário."Imaginava que minha campanha iria incomodar muita gente, mas não que seria assim, tão rápido", explicou ela no comunicado. Apesar da candidatura está impugnada, Thammy revelou que pretende recorrer da decisão, já que, segundo ele, o partido pelo qual ela concorre fez toda a burocracia de maneira correta, informando às autoridades sobre os documentos solicitados. "Tem uma documentação que é de praxe a entrega, entreguei toda no prazo e extraviaram uma certidão minha', lamentou ele no vídeo que ganhou as rede sociais. 

O ator, que é tido como um dos favoritos a estarem na próxima novela das nove de Glória Perez, informou ainda que pretende recorrer o mais rápido possível. Isso porque, segundo o próprio, as causas LGBT necessitam de medidas urgentes para serem tratadas.

Publicidade

Thammy é candidato pelo Partido Progressista de São Paulo, o PP. Desde que anunciou que tentaria se enveredar para o mundo político, o filho de Gretchen tem provocado muita polêmica, como ser acusado de usar uma condição física e sexual para tentar ganhar votos. 

"Eu não vou deixar de dar voz para quem não tem voz", disse ele no vídeo que teve grande repercussão. O anúncio da impugnação da candidatura de Thammy ocorre na mesma semana em que a ex-presidente Dilma Rousseff foi deposta do cargo. #Eleições 2016