O vice-presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) no Nordeste, Gustavo Feijó (PMDB), está usando irregularmente a imagem do time na campanha eleitoral. A informação foi dada com destaque pelo site 'Diário do Poder' em reportagem publicada neste domingo, 21. A reportagem diz que Gustavo usou seu cargo de chefe da delegação olímpica do futebol masculino para tentar conseguir votos. Ele está publicando vídeos em que mostra seu número de candidato e as mensagens dos jogadores, que, na verdade, apenas mandam um abraço para a cidade de 'Boca da Mata'. O incentivo aumentou ainda mais depois que neste sábado, 20, Neymar e companhia acabaram levando o ouro contra a Alemanha nos pênaltis em pleno estádio do Maracanã, maior do país. 

A ligação política do homem que está usando vídeos de jogadores na campanha chega até ao presidente do Senado, Renan Calheiros.

Publicidade
Publicidade

Ele seria afilhado do peemedebista, além também de ter apoio de Renan Filho, governador e líder do seu partido em Alagoas. Além de bancar o político, Gustavo divide seus trabalhos como cartola. Ele já é prefeito da cidade de Boca da Mata e agora tenta a reeleição. Para isso, vale tudo, até mesmo colocar esportistas mandando abraços. Esses provavelmente não sabem que as imagens estão sendo usadas de maneira indevida. Os vídeos mostram os jogadores em vídeos caseiros, feitos por celular.

Além dos depoimentos, os vídeos trazem a vinheta da campanha do candidato, o jingle e também o logo. A questão que intriga os eleitores de Boca da Mata é o fato de nenhuma das mensagens citar o nome do candidato ou mesmo falar de #Eleições. Tamanho prestígio, é claro, turbinou as redes sociais do prefeito.

Publicidade

O vídeo com Neymar, por exemplo, rapidamente teve oito mil visualizações. 

Os jogadores dizem frases sobre as Olimpíadas, mas que também parecem se encaixar com política. Neymar, por exemplo, diz um "estamos juntos", "estamos no caminho certo". De acordo com o site 'Diário do Poder', não é possível falar com o prefeito, pois ele está com o celular desligado. A assessoria de Neymar pode agora processar Gustavo.  #Eleições EUA 2016