Sessenta e cinco senadores se inscreveram para discursar na sequência do processo de impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT), nesta terça-feira, e já temos o senador que mais gosta de futebol: José Medeiros, do Partido Social Democrático (PSD), do Mato Grosso.

O senador comparou o presidente do Superior Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, com um árbitro de futebol, citou um ex-presidente do Palmeiras e fez uma analogia para a favor do impeachment usando o ex-goleiro do São Paulo Rogério Ceni.

Juiz de futebol

Ricardo Lewandowski, presidente do STF, que tem sobrenome de jogador alemão, foi elogiado pela forma como conduz o #processo de impeachment no Senado.

Publicidade
Publicidade

“Senhor presidente, em primeiro lugar quero lhe parabenizar”, disse José Medeiros.

“Se tivesse que comparar com futebol, eu diria que vossa excelência apitou de forma magistral o final de uma Copa do Mundo. Reconheço que não é fácil”, elogiou um dos representantes do Mato Grosso no Senado Federal.

Diretor do Palmeiras

José Medeiros criticou o economista Luiz Gonzaga Belluzzo, a quem chamou de ex-diretor do Palmeiras. Belluzzo foi presidente do clube paulista entre 2009 e 2010.

“Veio um ex-diretor do Palmeiras aqui dizer que não foi nem pedalada, foi despedalada”, comentou Medeiros. Belluzzo discursou na última sexta-feira e defendeu que Dilma Rousseff (PT) não cometeu nenhum crime.

Rogério Ceni

No final de seu discurso de dez minutos – padrão para todos os senadores – José Medeiros disse que não há defesa contra o impeachment.

Publicidade

“Não tem defesa”, disse o senador, antes de fazer a analogia com o ex-goleiro são-paulino.

“Me desculpem a comparação, mas é bola de Rogério Ceni, é falta de Rogério Ceni, é no ângulo, não tem defesa”, disse. No Twitter, o político usou conta para dizer que foi uma “homenagem aos tricolores”.

Além das referência futebolísticas, José Medeiros chamou a advogada Janaína Paschoal de “heroína brasileira” e disse que “um brasileiro da estatura de Cristovão Buarque era, no mínimo, para ser respeitado fosse lá qual fosse a opinião dele”, referindo-se ao fato do senador Buarque ter sido chamado de golpista em um shopping da cidade de São Paulo. #senador rogério ceni #senador cita rogério ceni