#Lula da Silva está indignado com os cortes anunciados pelo #Governo de Temer no maior programa social do Brasil, o Bolsa Família, desmascarando quem tomou essa medida. Em declarações no Acampamento Nacional do Levante Popular da Juventude, o ex-Presidente da República garantiu que “eles deveriam viver dia de pobre” para perceberem a importância que a “esmola” que muitas famílias brasileiras recebem têm na sua alimentação e cuidados essenciais. Com as novas regras impostas pelo novo Governo, cerca de 600 mil famílias vão perder o benefício na sua totalidade só neste mês de setembro.

Com o principal objetivo de evitar ao máximo a pobreza extrema de milhões de brasileiros, o Bolsa Família foi criado para combater a fome e as enormes dificuldades que se verificava no país, tendo, até certo ponto, conseguido esse mesmo objetivo.

Publicidade
Publicidade

Contudo, e como uma das suas primeiras grandes medidas enquanto Presidente da República, Michel Temer garantiu que os cortes do apoio serão para eliminar todas as fraudes e de quem se aproveitou da Bolsa ilegalmente.

Dessa forma, e ao contrário do que acontecia no passado, quem receber o beneficio tem que cumprir com os novos requisitos que serão cruzados por seis sistemas de dados diferentes, eliminando praticamente a margem de erro de uma atribuição fraudulenta ou desnecessária. Apesar das justificativas dadas por Temer, a verdade é que Lula sente que eles também teriam que viver nas condições de pobreza para perceber a enorme injustiça que essas novas medidas representam para determinadas famílias brasileiras, que estariam evitando o estado de pobreza extrema graças ao apoio social.

Em seu discurso, na qual sobretudo atacou o novo Presidente, Lula revelou que é necessário fazer algo urgentemente para eliminar essa enorme crise política que o país está enfrentando.

Publicidade

Nas redes sociais, muitos brasileiros garantem estar em choque pelos comentários feitos pelo petista acerca dos novos cortes, garantindo que sempre que há dificuldades nas contas do Estado, são quem mais necessita que normalmente veem seus apoios cortados ou eliminados. #PT