Uma grande discussão aconteceu no desembarque de passageiros em um avião da "Latam", na noite desta quarta-feira (31), no Aeroporto Internacional de Curitiba. Segundo os manifestantes, o grupo estava conversando sobre os detalhes da sessão do impeachment que cassou o mandato de Dilma Rousseff e sobre os direitos políticos que os senadores votaram favorecendo Dilma. Nesse momento a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) começou a filmar a conversa que eles estavam tendo com o celular e isso revoltou o grupo. O advogado Paulo Demchuk foi tirar satisfações e tentou pegar o celular da senadora, que acabou batendo a cabeça no braço da poltrona. A #Polícia Federal foi acionada pela companhia aérea e apaziguou a situação.

Publicidade
Publicidade

O advogado negou que tenha agredido a senadora e simplesmente disse que errou ao tentar tirar o celular dela. "Ela começou a gritar, fazer escândalos porque ficou irritada". 

Ameaças

Detido pela Polícia Federal, Demchuk denunciou que está recebendo ameaças. Várias pessoas estão ligando de telefones públicos no escritório do advogado. Em uma das ligações, a sua secretária atendeu e disse que a pessoa não quis se identificar, apenas comentou para avisar o advogado que os dias dele estão contados e também de todos que estiveram junto com ele.

Liberdade de expressão

Paulo Demchuk faz parte do Movimento Brasil Livre (MBL), e atribuiu as ameaças aos manifestantes comunistas, conforme suas palavras: "a máfia da esquerda". Ele revelou, em uma entrevista, que a conversa que o grupo estava tendo, era sobre a manipulação política que os senadores exercem pensando em seus desejos.

Publicidade

Segundo o advogado, os senadores não mereciam ganhar nenhum centavo, pois eles prestam um desserviço ao Brasil.

Para Demchuk, hostilizar um político em locais públicos é apenas uma liberdade de expressão. 

A confusão ocorrida no aeroporto não foi tão alarmante igual as pessoas descrevem, disse o advogado. Inclusive, a senadora Vanessa Graziotin nem chegou à registrar o caso.

A PF irá investigar as ameaças recebidas por Demchuk. #Senado Federal #Política