Considerada tímida perante os holofotes públicos, Marcela Temer será a mais nova comandante do programa social Criança Feliz. Elaborado por #Michel Temer, o programa sugere assistência completa às crianças amparadas pelo benefício Bolsa Família, com idade entre 0 a 3 anos.

No decorrer dos últimos anos, Marcela fez tudo para permanecer recolhida, mas, agora, a primeira dama terá muito trabalho em áreas sociais. Em uma entrevista publicada na revista "ISTOÉ", concedida pelo presidente Temer, o mesmo relatou que, ao conversar com a sua esposa, sugeriu o seu envolvimento com algumas atividades sociais, conforme recomenda a prática das esposas de presidentes da República, de governadores e prefeitos.

Publicidade
Publicidade

Não demorou muito para Marcela manifestar a sua vontade sobre a área em que pretende atuar, ou seja, a jovem, de 33 anos, com formação superior em Direito, expressou que o seu interesse está relacionado a crianças, principalmente, as carentes.

Alguns dias que antecederam a deliberação do Senado Federal sobre o processo de impeachment de Dilma Rousseff, Temer solicitou a presença de Osmar Terra, Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, para repassar à Marcela o novo programa proposto pelo peemedebista, o qual deve ter destaque em seu #Governo.

O Ministro passou o projeto à primeira-dama de forma detalhada e lembrou ainda que o programa será de exclusividade aos menores de 0 a 3 anos e 11 meses de idade, ou seja, a primeira infância. Além disso, todos devem ser efetivados pelo benefício do Bolsa Família.

Publicidade

Esclareceu ainda que, no momento oportuno, quando o projeto estiver em pleno funcionamento, serão capacitados aproximadamente 70 mil funcionários que devem prestar assistência integral, inclusive, à psique. Devem ser avaliadas pelo menos 50% das mais de 4 milhões de famílias beneficiadas pelo programa. Terra ressaltou ainda a importância de acompanhar a criança nos seus primeiros anos de vida se referindo ao desenvolvimento correto e aos cuidados da parte intelectual na fase jovem e adulta.

O que vem esquentando a cabeça da embaixadora do programa Criança Feliz são exatamente as aparições públicas que deverão aumentar a cada dia. Na verdade, o presidente Temer até que tentou restringir a presença da jovem perante a mídia e, por vezes, conseguiu, mas, agora, não há mais possibilidade, pois, a primeira-dama deve comparecer aos diversos eventos relacionados aos programas sociais em que for convocada.

Desde 2003, o país não tem uma primeira-dama influente, o que significa dizer que, somente na época de Fernando Henrique Cardoso, que sua mulher, Ruth Cardoso (1930-2008), participou intensamente de obras sociais. Diferentemente de Marisa Letícia, mulher do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que se consagrou com veemência às causas políticas no período da militância petista. Nesse ínterim, Letícia, abdicou das atividades vinculadas ao governo Lula e decidiu assessorar a família e zelar pelos cuidados da casa.

  #Bolsa Familia