Nesta quinta-feira (22), o Tribunal Superior Eleitoral informou oficialmente dados que apontam para uma grande possibilidade de estar havendo fraudes com o programa Bolsa Família. De acordo com o TSE, quase R$ 16 milhões foram doados para campanhas políticas partindo de pessoas registradas no programa de ajuda do Governo.

Desta quantidade, dois terços são chamadas de doações estimadas, na qual não há doação de uma quantia direta, e sim, de serviços prestados ou bens materiais doados. O restante da quantia foi efetuada de forma direta, através de transferências em dinheiro.

Com base nas informações do TSE, mais de R$ 12 milhões foram para financiar campanhas de vereadores; R$ 3,5 milhões para prefeitos e cerca de R$ 204 mil foram diretamente para os partidos.

Publicidade
Publicidade

A Justiça Eleitoral irá investigar se os ‘doadores’ realmente participaram disto ou se está havendo fraude envolvendo o CPF cadastrado de algumas pessoas que pertencem ao programa Bolsa Família.

De acordo com os dados do TSE, mais de 16 mil pessoas possuem cadastro no programa do #Governo e aparecem como doadores para campanhas. A investigação irá apurar se existem famílias que estão recebendo a bolsa sem necessidade, ou se os que realmente precisam e estão adquirindo a ajuda tiveram seus dados colocados nas doações de forma irregular.

Dentre os casos de doações, uma chama a atenção pela quantia registrada: os valores chegaram a R$ 67 mil, comprovadamente vinda de alguém que não necessita de ajuda de custos de Governo.

Para o ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE, “tudo indica que está havendo fraude”.

Publicidade

Resta saber se as fraudes estão no programa Bolsa Família, nos CPFs registrados nas doações ou, mais possivelmente, em ambos os casos.

Para o caso do programa Bolsa Família, o Governo pretende em breve aumentar a fiscalização sobre os beneficiados, cruzando dados de mais fontes para realmente comprovar as necessidades de cada família, podendo assim excluir do programa aqueles que não deveriam estar recebendo as quantias mensais. #Eleições #Eleições 2016