O clima político está aumentando a tensão, não somente em relação à situação pós-impeachment de Dilma Rousseff, mas também através de ânimos cada vez mais exaltados de candidatos que disputam e polarizam a corrida ao Executivo municipal em diversas cidades brasileiras. As campanhas eleitorais municipais neste ano de 2016 se polarizam, principalmente, em algumas das grandes capitais do país, devido à importância do pleito em grandes conglomerados urbanos, como por exemplo, a cidade de São Paulo.

A polarização é crescente entre os três primeiros colocados, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (22), pelo Instituto DataFolha.

Publicidade
Publicidade

Os candidatos ao Paço Municipal paulistano buscam nesta etapa se firmarem nas disputas, porém, também acumulam polêmicas.

Discussão em entrevista ao vivo

O candidato à Prefeitura de São Paulo, #celso russomano, discutiu com um radialista e apresentador, ao participar de uma entrevista ao vivo ao Jornal Gente, da Rádio Bandeirantes. O candidato irritou-se ao ser perguntado, pelo apresentador José Paulo de Andrade, sobre um vídeo que circula nas redes sociais. Nesse vídeo, Russomano questiona uma funcionária de um supermercado, ao exigir que itens básicos de uma compra, como papel higiênico e caixinhas de fósforo, deveriam ser vendidos a ele unitariamente.

O tema foi abordado não só pelo radialista José Paulo de Andrade como por outros apresentadores que participavam da entrevista, como Salomão Ésper, Rafael Colombo e Fabio Pannunzio.

Publicidade

Segundo as imagens contidas no vídeo, que se tornou viral nas redes sociais, Russomano retira um rolo de papel higiênico do pacote e hostiliza a funcionária do supermercado, que recusava vender o produto por unidade.

Os ânimos aqueceram ainda mais quando o apresentador Pannunzio perguntou, ao deputado federal pelo PRB, sobre um bar do candidato em Brasília. Russomano o interrompeu instantaneamente e retrucou: "isso é mentira, mentira", afirmou, de modo exaltado.

Corrida eleitoral em São Paulo

A corrida eleitoral na capital paulista, segue polarizada, de acordo com pesquisa DataFolha divulgada nesta quinta-feira (22). Há um empate técnico entre os três primeiros: João Dória (PSDB) está com 25% das intenções de voto, seguido por Celso Russomano (PRB), com 22% e Marta Suplicy (PMDB), com 20%. Já o atual prefeito, Fernando Haddad (PT) conta com 10%. Em seguida aparecem Luiza Erundina (PSOL), com 5%, Major Olímpio (SD) 2%, Levy Fidelix (PRTB) 1%. Ricardo Young (Rede) e João Bixo (PSDC) não chegaram a 1%. Brancos ou nulos: 11%. Não opinaram: 4%. #EleiçõesSP #Eleições 2016