No próximo domingo, 02, acontecem as #Eleições municipais em todo o país. Para escolher o candidato, os eleitores sempre contam com uma ajuda da mídia, que costuma divulgar fatos bons e ruins sobre eles. Um dos momentos mais aguardados é quando os canais de televisão reúnem todos os candidatos e fazem o chamado debate. Muitas vezes, é ele quem define quem irá vencer ou ir para o segundo turno. Em muitas cidades, onde a disputa está bastante acirrada, especialmente pelo fato dos eleitores estarem mais avessos à política, são nos debates em que tudo pode ser mudado. No Rio de Janeiro, por exemplo, três candidatos estão tecnicamente empatados e podem disputar o segundo turno com o líder, Marcelo Crivella.

Publicidade
Publicidade

Até mesmo os outros, que não estão tão atrás, têm essa chance. 

Os debates que costumam ser os mais esperados são os realizados pela Rede Globo e suas afiliadas. A hegemonia do canal é grande por todo o Brasil e de Norte a Sul costumam ser as reuniões feitas na Globo a registrarem as maiores audiências. Também é no canal que acontecem os últimos debates, ou seja, os candidatos estão com os ânimos mais aflorados e, muitas vezes, partem para tudo ou nada. No entanto, nem todo mundo acaba sendo chamado para as conversas exibidas em plena TV. Aqueles candidatos que não aparecem tão bem nas pesquisas ou não tem número mínimo de cadeiras na câmara de vereadores locais podem ficar de fora do programa jornalístico. 

De acordo com informações do site Natelinha, em reportagem publicada nesta quarta-feira, 28, o candidato a prefeito de Aracaju, João Tarantella, do PMN, que tem 3% de intenções de votos na região, não gostou do fato de não ter sido chamado para o debate da TV Sergipe, afiliada da Rede Globo na localidade.

Publicidade

Ele disse que ficaria acorrentado à frente da sede do canal durante todo o dia para - literalmente - chamar a atenção. Curiosamente, a emissora, apesar de não chamar o candidato para o debate, decidiu divulgar sua agente e disse que ele estava protestando, somente não disse onde  #Eleições 2016