A criatividade do brasileiro não tem fim e em época de #Eleições os candidatos fazem de tudo para conseguirem convencer a população a votar neles, mesmo que seja preciso "comprar" os votos oferecendo Viagra e até wi-fi gratuito. Os fiscais do TRE - Tribunal Regional Eleitoral, foram à comunidade Vila Serrana, no município de Magé, distante do Rio de Janeiro cerca de 60 quilômetros, na última quarta-feira (28), onde averiguaram o que estava acontecendo, pois em um cruzamento haviam um grande número de pessoas com celulares, próximos a um roteador que distribuía livremente o sinal de wi-fi.

Os fiscais usaram então seus aparelhos para descobrirem onde o sinal estava mais forte e descobriram tudo: tinha um candidato oferecendo internet gratuitamente àquela comunidade, em troca de votos.

Publicidade
Publicidade

Se olharmos as eleições anteriores, veremos que a compra de votos sempre existiu e de forma inusitada, pois eram oferecidas cestas básicas e até dentaduras, mas o tempo foi passando, a tecnologia chegando e oferecer wi-fi gratuito é a nova forma de comprar votos entre os candidatos. Hoje em dia os candidatos estão procurando oferecer o que as pessoas mais precisam ou gostam, por exemplo, foi descoberto que um candidato estava distribuindo pizza gratuitamente em troca de votos e a embalagem continha o nome e o número para que os eleitores não se esquecessem.

Mas os absurdos não param por aí, pois até os fiscais do TRE ficaram surpresos com a recém descoberta de um esquema de compra de votos, onde o candidato estava oferecendo Viagra e Cialis para os eleitores com disfunção erétil.

Magé acabou se tornando o "clã Cozzolino", que há mais de 30 anos está no poder e pretende continuar assim, por isso o TRE está intensificando as fiscalizações por lá, pois a #Política assistencialista não pode continuar e a população mais carente precisa entender que a maior prejudicada em tudo isso é ela mesma.

Publicidade

Vitor Moreira Lima, juiz da fiscalização eleitoral naquela região, já tomou providências para que os fiscais possam atuar de forma mais intensa e coibir qualquer tentativa de compra de votos, inclusive aquelas que tentam driblar a Justiça, como o oferecimento de wi-fi grátis e Viagra.

#Eleições 2016