Os processos e inquéritos que envolvem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, tomam um novo rumo, ou melhor, serão mantidos com a Justiça Federal do Paraná. A décima Câmara de Direito Criminal do Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu a manutenção da denúncia do caso tríplex 164-A do Guarujá, sob a alçada da Justiça Federal do Paraná, sob âmbito da Operação Lava-Jato, comandada pelo juiz Sérgio Moro.

A juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira, responsável pela quarta Vara Criminal Central de São Paulo, remeteu durante o mês de abril de 2016, a acusação contra Lula para a Justiça Federal do Paraná. A defesa de #Lula tentou através de todos os meios possíveis, impedir que o processo fosse encaminhado para o juiz Moro.

Publicidade
Publicidade

A defesa também nega que Lula seja o real dono do apartamento tríplex, localizado na praia de Astúrias, na cidade de Guarujá, litoral paulista. Porém, nesta quinta-feira (01), o processo que obteve votação unânime entre os desembargadores de São Paulo, mantiveram o processo sob âmbito federal, em manifestação favorável da Procuradoria de Justiça.

O relator do recurso, desembargador Nuevo Campos ressaltou que "o caso relacionado ao tríplex, aponta para a existência de conexão robusta com os fatos apurados pela força-tarefa da Operação Lava-Jato, em trâmite pelo juízo da décima terceira Vara Criminal de Curitiba, no Paraná", concluiu o desembargador.

Crimes relacionados ao caso

A Lava-Jato sustenta que o ex-presidente Lula, é o dono do imóvel do Guarujá, pelo qual ele foi indiciado.  Lula orientou para que fossem realizadas, inclusive, reformas no apartamento, juntamente com sua esposa, Marisa Letícia.

Publicidade

A Polícia Federal afirma ainda, que o casal Lula da Silva, foi beneficiário de vantagens indevidas, através de recursos que alcançaram R$ 2,4 milhões, através da empreiteira OAS. A construtora é uma das que estão mais envolvidas nos escândalos de #Corrupção da Petrobras. O petista foi indiciado pelos crimes de corrupção passiva, falsidade ideológica e lavagem de dinheiro. Já sua esposa, dona Marisa, foi indiciada pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro. As defesas de ambos, negam veementemente que Lula seja o dono do apartamento tríplex. #Lava Jato