No próximo domingo, 02, acontecem as Eleições municipais em todo o Brasil. No entanto, dois candidatos deixarão de disputar a prefeitura de Aracoiaba, no Ceará. De acordo com informações do portal de notícias R7, em reportagem publicada nesta quarta-feira, 28, o atual prefeito da cidade, Antônio Cláudio Pinheiro (PSDB), e a vice dele, Maria Valmira Silva de Oliveira (PR), não poderão mais concorrer ao pleito neste ano. Pior para eles, ambos ficaram inelegíveis por oito anos e tiveram os atuais mandatos cassados. Quem deu a decisão foi o Tribunal Regional Eleitoral. A notícia acabou repercutindo nacionalmente por Maria ser mãe de um conhecido cantor brasileiro, que está no auge do seu sucesso

Valmira, que é empresária de Safadão, é mais conhecida pelo apelido 'Dona Bill'.

Publicidade
Publicidade

É ela quem agencia os shows do filho, que tem um dos cachês mais altos do mercado. Quem deu a sentença contra a vice-prefeita foi a juíza Cynthia Nóbrega Pereira Franklin Thomaz. Ela representa a 67ª zona eleitoral. O número dos candidatos cassados continuará a constar nas urnas no dia 02, isso porque eles ainda tem a chance de recorrer ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

A empresária e Pinheiro fazem parte da coligação "Aracoiaba Governo do Povo". Eles tiveram apoio de vários partidos para tentar a reeleição, entre eles o PSB, PMDB e PSDB. Ambos são acusados por denúncias graves, como abuso político e econômico durante os quase quatro anos em que estão no poder. A juíza que cassou o mandato da mãe de Wesley Safadão argumentou que a entrega de ambulâncias feita há alguns meses na gestão de Pinheiro seria ilegal. 

Os itens teriam sido ditos como doados pessoalmente pela empresária, mas descobriu-se que, na verdade, as ambulâncias foram compradas com dinheiro da prefeitura mesmo.

Publicidade

Além disso, a chegada dos carros foi divulgada no site da prefeitura, o que no período eleitoral seria propaganda irregular. Dona Bill e Pinheiro dizem ser vítimas dos adversários, que estariam usando golpes baixos e mentiras,  #Eleições 2016