O apresentador e deputado federal, Celso Russomanno, está disputando a prefeitura de São Paulo. Ele liderava as pesquisas na maior cidade do país, mas as últimas amostragens tem exibido um crescimento extraordinário de João Dória, que até passou o candidato do PRB, que tem forte apoio da Igreja Universal do Reino de Deus. Um dos possíveis motivos que pode ter levado Celso a perder parte do eleitorado, além da propaganda na televisão, que de Dória é bem maior, são as polêmicas protagonizadas por ele durante entrevistas dadas à televisão.

A primeira delas aconteceu quando Russomanno conversou com César Tralli, no 'SPTV', telejornal local da TV Globo.

Publicidade
Publicidade

A postura de Tralli e as respostas do candidato ficaram entre os temas mais buscados da web. Agora Russomanno arrumou uma confusão em outra emissora, dessa vez, de rádio. O representante do PRB, que ainda é contratado da TV Record (onde faz o 'Patrulha do Consumidor', que está fora do ar por conta da legislação eleitoral), esteve na Rádio Bandeirantes.

De acordo com uma reportagem publicada nesta sexta-feira, 23, pelo  site TV Foco, um dos favoritos a virar prefeito da maior cidade do país conversou ao vivo com o jornalista Fábio Pannunzio. A conversa, no entanto, acabou mal e teve bate boca e tudo. A entrevista foi realizada na manhã desta quinta-feira, 22, e ganhou destaque também através de outros portais de notícias, como o UOL, através da coluna de Flávio Ricco. O colunista informa que a coisa ficou feia entre Celso Russomanno e seu entrevistador.

Publicidade

O clima ficou tão tenso que até o diretor da rádio, José Carlos Carbone, precisou intervir e colocar ordem nos dois. Isso porque candidato e repórter estariam querendo ir às vias de fato. Um queria enfiar a mão no outro. Os sites citam que teve de tudo na confusão, como dedo apontado na cara, encarada e até empurrões. 

Não se sabe bem porque os dois se descontrolaram tanto. A briga pode acabar causando grande prejuízo à campanha de Russomanno, que já na eleição passada foi de favorito a derrotado. #Eleições