O deputado do Partido dos Trabalhadores, Paulo Pimenta (PT-RS), deu declarações um pouco "pesadas" contra os procuradores da Operação #Lava Jato. Segundo Pimenta, essa coletiva do Ministério Público Federal (MPF), que denunciou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como o "maestro da orquestra" dos crimes de corrupção da Lava Jato, é uma grande "farsa" e os procuradores só querem aparecer na mídia e serem celebridades.

O procurador Deltan Dallagnol ressaltou que sem o poder de influência de #Lula, esse esquema de corrupção não seria possível. De acordo com Dallagnol, Lula é o general que comandava todas as irregularidades e era o responsável pelo andamento de todas as propinas.

Publicidade
Publicidade

"Tudo acontecia conforme as ordens do ex-presidente", disse o procurador.

O deputado Paulo Pimenta ficou nervoso e disse que os promotores só querem criar casos políticos, pois a intenção deles é fazer com que Lula fique inelegível nas eleições de 2018.

Pimenta chamou a denúncia de Lula de "a farsa dos garotos de Moro", fazendo menção ao juiz federal Sérgio moro, responsável pela Operação Lava Jato.

Denúncia

Dallagnol comentou que Lula tinha o poder de distribuir cargos e era o poderoso, que estava no topo da pirâmide. Analisando as provas colhidas, pode se concluir que as propinas pagas pelo Petrolão chegam a R$ 6,2 bilhões, mas devido a troca de favores dentro da empreiteira, os prejuízos alcançam R$ 42 bilhões.

O procurador ainda afirmou que o Mensalão e a Lava Jato são duas faces da mesma moeda, com crimes promovidos pelo mesmo governo e pelo mesmo partido.

Publicidade

Defesa de Lula

Os advogados de Lula deram uma nota dizendo que as alegações de Deltan Dallagnol são "truques de ilusionismo". Os advogados comentaram que os procuradores não têm provas e que não tem apresentado nenhum ato contra o ex-presidente.

A defesa de Lula afirmou que nem o presidente, nem Dona Marisa, são proprietários do triplex do Guarujá e é reprovável esse espetáculo que o MPF está realizando, com ares midiáticos.

O MPF mostrou um esquema em que Lula é o centro de todos os pagamentos de propinas em contratos da Petrobrás. #Justiça