O juiz federal Sérgio Moro é muito requisitado para dar palestras em vários locais do mundo. Nesta quarta-feira (14), o juiz deu uma palestra numa universidade americana de Filadélfia. Ele era o convidado principal e o tema era: "como produzir líderes com carácter e integridade".

A palestra demorou mais de uma hora e foi toda em inglês. Moro defendeu as investigações da Operação #Lava Jato e comentou que a Operação trouxe à tona uma corrupção "escondida" dentro da política brasileira. Segundo o juiz, um dos bons motivos de toda essa força-tarefa, é que o Brasil começa a ser mais firme contra a impunidade e assim se torna um país melhor e menos corrupto.

Publicidade
Publicidade

Outro fato importante lembrado pelo juiz, é que a investigação chega no alto escalão da política, atingindo autoridades, que jamais imaginavam passar por isso. Isso só pôde acontecer devido as manifestações e protestos do povo, que lotaram as ruas do país.

A resposta é o silêncio

Sérgio Moro é perseguido de uma pergunta, não importa o lugar em que ele esteja: "Quando Lula será preso?". O juiz prefere não responder e nem demonstrar qualquer indício de posição da sua parte. O silêncio é a forma que Moro utiliza para evitar responder essa pergunta. De acordo com o juiz, não há nada pessoal contra os investigados e réus condenados pela Lava Jato. Ele apenas disse que está fazendo o seu trabalho e não existe nenhum ânimo contra #Lula ou outro político.

Moro também não quis comentar sobre o impeachment de Dilma Rousseff e sobre as denúncias que envolvem o ex-presidente Lula. 

Governo Temer

Perguntado sobre o que achava do discurso feito pelo ex-advogado-geral da União, de que o atual governo está tentando de todas as formas "abafar" a força-tarefa da Lava Jato, Moro discordou e afirmou: "Não vejo nenhum movimento do governo Michel Temer de tentar atrapalhar a Operação Lava Jato".

Em sua viagem, o juiz tinha objetivos de conhecer lugares famosos nos Estados Unidos, como o Museu de Arte da Cidade, onde o ator Sylvester Stallone interpretou Rocky Balboa.  #Sergio Moro