O #Papa Francisco afirmou neste sábado, 3, que o Brasil passa por um momento triste e pediu que o mundo orasse pelos brasileiros. A afirmação acontece poucos dias depois do senado federal determinar o impeachment da presidente #Dilma Rousseff. Desta forma, o até então presidente interino Michel Temer assumiu a presidência em definitivo. O novo governo aparentemente não tem a aprovação do Papa Francisco. Também neste sábado ele colocou em dúvida se faria uma viagem ao Brasil em 2017, conforme havia prometido anteriormente. As declarações aconteceram durante uma cerimônia no Vaticano em que o papa inaugurou uma estátua de Nossa Senhora Aparecida, a padroeira do Brasil.

Publicidade
Publicidade

"Em 2013, eu tinha prometido voltar ao Brasil. Não sei se será possível, mas, pelo menos, agora terei (a santa) mais perto de mim", afirmou Francisco. 

Papa já demonstrou simpatia por Dilma anteriormente

Apesar de evitar se envolver em assuntos de política interna de outros países, o Papa Francisco já tinha dado sinais anteriormente de que desaprovava o #Impeachment da então presidente Dilma Rousseff. De acordo com a Agência Italiana de Notícias, Francisco escreveu uma carta à Dilma no dia 2 de agosto, a poucos dias de sua destituição. O conteúdo da carta não foi revelado, mas a agência de notícias afirma que foi uma carta de apoio à petista. A informação foi passada à agência pelo teólogo Leonardo Boff. Na ocasião Dilma Rousseff confirmou o recebimento da carta, mas não quis revelar seu conteúdo,  provavelmente para não colocar o mandatário da igreja católica em situação delicada.

Publicidade

Ela disse à Folha de São Paulo que não foi uma carta oficial do Vaticano e que não poderia divulgar o que o papa lhe falou.

Antes disso, em maio, quando Dilma foi afastada temporariamente do cargo de presidente, o papa também se pronunciou durante uma audiência geral na Praça São Pedro, diante de centenas de milhares de pessoas. Na época ele disse estar rezando para que Deus desse paz e harmonia ao Brasil "neste momento de dificuldade".