Nesta quinta-feira, 8, #São Paulo foi palco de mais um protesto contra o presidente Michel Temer. As manifestações têm sido recorrentes na capital paulista desde a última quarta-feira, data em que foi consumado o impeachment de Dilma Rousseff e que Temer assumiu a presidência de forma oficial.

A concentração do protesto começou no Largo da Batata, na Zona Oeste da cidade e percorreu ruas em Pinheiros até chegar próximo à residência de #Michel Temer, no Alto de Pinheiros. Nesse local, os manifestantes se dispersaram e encerraram a movimentação.

De acordo com números divulgados pelo Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), cerca de 20 mil pessoas participaram do ato desta quinta em São Paulo.

Publicidade
Publicidade

A Polícia Militar não fez estimativas. Havia forte esquema de segurança nas proximidades da casa de Temer e o protesto foi pacífico, sem maiores intervenções dos policiais. Uma reunião prévia entre os organizadores do protesto, o Ministério Público e a PM serviu para definir o trajeto da marcha.

A Frente Brasil Popular, que é formada por grupos como a Central Única dos Trabalhadores (CUT), o MST, o MTST, entre outros grupos, foram os organizadores do ato. No final da caminhada nesta quinta, os organizadores convocaram para um novo protesto no domingo, dia 11, às 14h, na Avenida Paulista. #Protestos