Nesta última quinta-feira (29), o ministro do Supremo Tribunal Federal (#STF) e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), #gilmar mendes, deu um parecer sobre o fatiamento do #Impeachment, na qual ele se referiu a uma fala de Ricardo Lewandowski, ministro do Supremo Tribunal Federal. Ricardo Lewandowski avaliou que o processo de impeachment que desvinculou do governo a recente ex-presidente Dilma Rousseff, foi um "tropeço na democracia", se lamentando pelo ocorrido. 

Gilmar Mendes então fez comentários que se referiam à fala do ministro. O presidente do TSE disse que "tropeço foi o fatiamento do impeachment" referindo-se sobre o DVS (destaque para votação em separado) e alegou que nesse momento Ricardo Lewandowski foi responsável e contribuiu para a ação ser realizada. 

Julgamento do impeachment

Durante o processo de impeachment que condenou Dilma Rousseff, Lewandowski aceitou uma pedido feito pela bancada do Partido dos Trabalhadores (PT), na qual seria feita uma divisão na votação do impeachment.

Publicidade
Publicidade

Dilma teve o mandato como presidente cassado, e conforme o resultado da divisão, ela manteve de forma plena seus direitos políticos. 

O ministro Lewandowski é um dos professores da Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo (USP) e foi em uma das suas aulas sobre Teoria do Estado que ele deu sua opinião sobre o impeachment. Lewandowski critica o que ele enfatiza ser uma das consequências da Constituição Federal, o presidencialismo de coalizão. Ele fala que após esse processo se encerrou um ciclo que se repete a cada 25 ou 30 anos no Brasil. No final de suas palavras, o ministro diz que talvez os jovens, se referindo aos alunos, possam mudar o "rumo da história" e evitar mais um "tropeço na democracia".

Gilmar Mendes havia declarado um dia após a decisão sobre a cassação de Dilma no Senado Federal que ele achou um momento "bizarro" o fato da votação ter sido fatiada por Lewandowski, ironizando que o fatiamento "não passa na prova dos 9 do jardim de infância do direito constitucional".