A igreja católica decidiu entrar na briga eleitoral de 2016. Não, nenhum padre ou bispo será candidato no Brasil. No entanto, muitos nomes ligados à religiosidade estão incomodados com o rumo que as coisas estão tomando em uma grande capital brasileira, o Rio de Janeiro. De acordo com a coluna 'Radar', do site da Revista Veja, o Cardeal do Rio, Dom Orani Tempesta, decidiu convocar uma coletiva de imprensa para falar a respeito de um dos candidatos. O nome em questão é do bispo Marcelo Crivella, do Partido da República Brasileiro, o PRB.

Ele é ligado à igreja Universal do Reino de Deus e aparece com pelo menos 30% das intenções de votos, sendo o primeiro colocado disparado na corrida eleitoral na cidade maravilhosa.

Publicidade
Publicidade

Vários outros nomes disputam a campanha na região e estão com uma média de 9%, o que deve demonstrar que as Eleições ficarão abertas até a data do pleito, o fatídico 31 de agosto. Em compensação, as pesquisas indicam que deve existir mesmo o segundo turno. Basta saber quem deve ir com o candidato da Igreja Universal. 

Segundo Dom Orani Tempesta, Marcelo Crivella e sua equipe estariam distribuindo os famosos "santinhos" com sua imagem. Na foto que está sendo usada pela campanha, o bispo aparece ao lado do católico. Tempesta, que neste ano teve a vida salva durante um tiroteio, não gostou nada de ver seu rosto nas Eleições, pior, usado por alguém que não somente deixou de pedir sua autorização, como também não seria apoiado oficialmente por ele. A igreja católica tem tradição de não apoiar candidatos, tentando separar política de religião, o que nem sempre acaba acontecendo em todas as igreja. 

De acordo com a coluna Radar, da Veja, para o arcebispo do Rio, o candidato do PRB está induzindo os católicos a votarem nele.

Publicidade

Por isso, ele quer deixar claro que a tal foto não foi tirada com o intuito de pedir que alguém escolha ou não Crivella nas eleições. Em São Paulo, outro candidato do PRB também aparece a liderar as pesquisas, o do deputado federal Celso Russomanno.  #Eleições 2016