Lula disse que ficou muito triste após Sérgio Moro aceitar o pedido de acusação, emitida pela operação da força tarefa da #Lava Jato. O ex-presidente do Brasil falou que confia na lei e que continuará a sua luta pela democracia do país.

Luís Inácio foi acusado de ser o comandante maior da estratégia de corrupção investigada pela Lava Jato e também de compactuar com a lavagem de dinheiro.

A crítica

O petista usou as redes sociais e um vídeo criticou a acusação no qual é alvo e que foi oferecida pelo MPF (Ministério Público Federal). O ex-presidente falou que ficou ”triste” ao saber que Moro havia aceitado a denúncia contra ele, mesmo estando a par de que tudo não passa de uma farsa, de calúnia contra a sua pessoa, um grande evento pirotécnico no país.

Publicidade
Publicidade

O ex-metalúrgico disse que crê na justiça e que tem ótimos advogados que irão lutar até o fim dos resultados. Ele falou que irão batalhar para que o país consiga ser mais democrático e que as pessoas se orgulhem de ser do Brasil. Afinal, comentou o petista todos são brasileiros e não podem desistir jamais.

O julgamento

Para #Lula é necessário que se tenha a veracidade dos fatos, para poder condenar ou libertar uma pessoa. Ele estava em uma transmissão em tempo real pela internet, onde estava participando da divulgação de uma propaganda global a seu favor, com o nome de ”Estamos com Lula”.

O acontecimento foi na cidade nova-iorquina e contou com a solidariedade da Confederação Sindical Internacional, que integra cento e oitenta milhões de operários de sindicatos pertencentes a cento e sessenta países do mundo.

Publicidade

Os defensores

A defesa de Lula através de seus advogados emitiu uma nota criticando o juiz Sérgio Moro. Eles relataram que Moro, não tem imparcialidade para condenar o ex-presidente petista, pois o juiz cometeu várias ações que infringiram os direitos civis de Lula.

Alegações

O instituto Lula se manifestou através de Paulo Okamoto (advogado) e disse através de notificação, que não ocorreu a ocultação de quantias, pois tanto o ex-presidente, como ele (Paulo) e a entidade não se favoreceram.

O defensor Fernando Augusto irá apelar sobre a acusação, pois para o advogado não há comprovações e nem veracidade dos fatos contra Luís Inácio Lula da Silva. #Política