O Datafolha divulgou na última sexta-feira (23) uma pesquisa de intenção de voto para a Prefeitura de São Paulo. Segundo o instituto, faltando mais ou menos uma semana para o dia da votação em primeiro turno, o candidato do PSDB, João Doria, ultrapassou Celso Russomano (PRB) e assumiu a liderança das intenções de voto com 25%, contra 23% do deputado federal. 

Também foi divulgado pelo Datafolha o "detalhamento regional", que nada mais é do que como foi o desempenho de cada candidato nas regiões que foram pesquisadas. 

Segundo o levantamento do instituto, a regional denominada como Oeste 1, que abrange bairros como Alto de Pinheiros, Barra Funda, Lapa e Morumbi, bairros apontados como nobres da cidade, Doria possui 45% das intenções de voto, 20% a mais se contarmos a média dele em toda a cidade.

Publicidade
Publicidade

Na zona Leste 1, com os bairros mais ricos da zona leste de São Paulo, como Tatuapé e Mooca, Doria lidera com 44% das intenções dos pesquisados. 

Outros dois pontos da cidade que dão ampla vantagem a Doria são o Centro, com bairros como Consolação, Bela Vista e República, e a zona Sul 1, com Jabaquara e Moema, por exemplo. Somando os votos dessas duas áreas, são 1,3 milhões de eleitores. Segundo a pesquisa do Datafolha, o tucano leva as intenções de voto com 35%.

Russomano

O candidato do PRB tem bom desempenho nas áreas mais afastadas da zona leste de São Paulo. São 32% das intenções de voto para o deputado federal nas zonas Leste 2, que abrange Itaquera e Aricanduva, por exemplo, e Leste 3, bairros fronteiriços, como Cidade Tiradentes.

O bom desempenho de Russomano não fica apenas no extremo da ZL, nas regiões mais afastadas da zona oeste ele também possui uma boa votação.

Publicidade

Segundo os dados do Datafolha, na zona Oeste 2, ilustrada pelo bairro do Jaguaré, por exemplo, Celso Russomano teria 37% das intenções de voto.

Marta Suplicy

O nome da peemedebista ainda é o mais reconhecido do grande eleitorado da cidade de São Paulo. Por já ter ocupado os cargos de prefeita da capital e senadora, como o faz atualmente, além de ter sido casada com Eduardo Suplicy, um dos políticos mais amados e carismáticos de São Paulo, Marta é nome forte entre os eleitores com menor informação.

Segundo a pesquisa do Datafolha, o extremo da região Sul, maior e mais populosa da cidade, com 2,3 milhões de moradores, segura a candidatura de Marta. A ex-petista lidera nas áreas mais extremas do sul da capital, região do Capão Redondo e Parelheiros, por exemplo, com 33% das intenções de voto. O extremo da zona leste também da boa votação a Marta, com 26% dos votos.

Haddad

Como já esperado pelo perfil demográfico de seus eleitores, a região central da capital paulistana é a zona que mais oferece votos a Haddad,18%, quase o dobro do que ele aparece nas pesquisas.

Publicidade

O extremo da zona leste é a região em que o prefeito possui o pior desempenho, apenas 5%. Essa é uma crítica que o petista sofreu durante os seus quatro anos de mandato, ter se preocupado muito com o centro de São Paulo e a questão da mobilidade e ter deixado a periferia como segunda opção. #Marta Suplicy #Dentro da política #Fernando Haddad