Michel Temer foi o principal convidado do Exame Fórum 2016, onde conferiu um diagnóstico da #Crise econômica nacional e explicou a necessidade de medidas serem tomadas com urgência, a fim dos brasileiros não colherem mais frutos negativos da antiga gestão política.

O presidente disse que as reformas são necessárias, mesmo que algumas pessoas não as compreenda no momento. Meios de comunicação de esquerda chegaram a distorcer o contexto das reformas em pauta, gerando insatisfação de quem acreditou nas medidas e consequentemente, acarretando críticas ao atual governo brasileiro.

Para Temer, é preciso pressa, pois quem perdeu o emprego ou está endividado, não pode mais esperar por uma mudança.  O presidente ainda ressaltou que não se importa em ficar impopular, contando que o Brasil volte a crescer e se torne uma #Economia forte.

Publicidade
Publicidade

Parceria

O atual governo se diferencia do anterior em vários quesitos, sendo um deles, a parceria para o crescimento, algo que não existia nem mesmo entre o governo federal e o Congresso Nacional na última gestão. Temer disse que é necessária a parceria entre o governo e a iniciativa privada, pois não é possível que apenas o setor público faça tudo sozinho. Temer ainda salienta que a parceria está prevista na Constituição Federal, evitando críticas sem embasamento legal.

Reforma da previdência

Dentre as muitas reformas que o Brasil precisa colocar em prática, está a polêmica reforma previdenciária. A polêmica, entretanto, foi criada por movimentos sociais e partidos opositores, mas na verdade, as informações que correm a internet não passam de boatos. Dentre as informações falsas, está que o presidente Temer irá dificultar ou acabar com a aposentadoria no país.

Publicidade

O Brasil está com um rombo gigantesco na previdência, a ponto do país correr o risco de não ter dinheiro para pagar os aposentados e pensionistas dentro de alguns anos. Por conta disso, a reforma é necessária, caso contrário, ninguém mais conseguirá se aposentar no futuro.

Temer salienta que tal reforma será feita em conjunto com os brasileiros, onde a sociedade será informada e consultada sobre o andamento dos próximos passos. Logo que assumiu a presidência no dia 31 de agosto, Temer solicitou que uma campanha publicitária fosse criada para esclarecer toda e qualquer dúvida do cidadão quanto a reforma, a fim de que não só compreendam, mas colaborem com as mudanças necessárias para o país. #Michel Temer