A ex-presidente Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT), deixou o governo na última semana prometendo que ia voltar. Ela ainda solicitou que a militância jamais desanime e que o atual presidente do Brasil, Michel Temer, do PMDB, teria a mais forte oposição já feita no país. Talvez a militância petista decida ficar um pouco mais calma após a divulgação neste domingo, 04, de alguns gastos com "mordomias" da era #PT. Ao todo foram 13 anos e 4 meses, que além de Dilma teve o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Segundo uma matéria assinada pelo jornalista Cláudio Humberto, do site 'Diário do Poder', os dos presidentes gastaram mais de R$ 8,5 bilhões em diárias para servidores do Executivo. 

As diárias foram motivadas pelas muitas viagens destes servidores.

Publicidade
Publicidade

Muitos deles acompanhavam a rotina movimentada dos dois presidentes. Lula viajava tanto que decidiu trocar o avião oficial do chefe do poder brasileiro, fazendo a aquisição do chamado "aerolula". Apenas no ano de 2010 os gastos chegaram a ultrapassar a cifras bilionárias. Curiosamente, este foi o ano eleitoral em que os políticos da esquerda lutaram para colocar Rousseff no poder. Em maio, em menos de cinco meses, Dilma não economizou e os gastos se acumularam, chegando a custar ao todo R$ 803 milhões. 

Novamente em 2014, outro ano eleitoral, tais despesas voltaram a subir, fechando estranhamente acima do um bilhão de reais. Tem gente que ainda tenta explicar porque esses números crescem justamente nesses anos... Somente em 2016, até ser afastada pelo Congresso, o governo Dilma distribuiu R$ 104,7 milhões em diárias.

Publicidade

Apesar do valor ser alto, ele é bem menor do que o de 2014 e o de 2010. Proibida pela justiça de utilizar os aviões da Força Aérea Brasileira (FAB), a petista acabou lançando uma campanha na internet de financiamento. Com o dinheiro, ela pôde viajar por todo o país contra o que chamou de "golpe parlamentar". Antes disso, a cada ano Rousseff subia os gastos com diária. A estranheza do fato chocou muitos brasileiros.  #Dilma Rousseff #Impeachment