Temer informou nesta terça-feira (13) quais serão as privatizações que fará em seu governo, a partir de 2017. Na lista estão inclusos 25 projetos, em que alguns já pertenciam aos programas da ex-presidente Dilma, porém estavam apenas no papel até hoje.

Programa “Crescer”

O presidente alegou em sua 1ª reunião do PPI, que ocorreu no Palácio do Planalto, que privatizando rodovias, ferrovias, áreas do pré-sal, negócios de mineração, aeroportos, entre outros, vai conseguir uma “abertura extraordinária” na infraestrutura nacional para a iniciativa privada.

Ele afirmou, após apresentar o programa Crescer, que os brasileiros precisam entender que o poder público não consegue fazer tudo e por isso é fundamental contarmos com a iniciativa privada atuando como agente indutor para o desenvolvimento de empregos no país.

Publicidade
Publicidade

Mudanças nas regras dos projetos

Agora a concessão de projetos para a iniciativa privada possui novas regras, ou seja, todos os editais sobre as concessões serão divulgados apenas depois que tiverem passado pelo debate público, onde deverá ter um aval do TCU. E para conseguir atrair investidores do exterior, cada edital será publicado tanto em português quanto em inglês.

 Além disso, a regra sobre o prazo mínimo do edital foi alterada para 100 dias, de forma que alcance o maior número de investidores preparados para poderem participar das concessões.

Conforme anunciado pelo governo, o maior objetivo do projeto Crescer é disponibilizar projetos econômica e tecnicamente possíveis à iniciativa privada, de forma que possam ser elaborados para que os serviços prestados sejam da melhor qualidade possível.

Publicidade

Para o governo, dessa forma o país voltará a gerar empregos, o que fará com que o crescimento econômico retome de vez. E para adiantar, está previsto que saia o edital para a concessão do terminal de trigo (RJ) e dos terminais de combustíveis de Santarém, na Paraíba ainda esse ano.

Outros projetos que estão previstos para saírem do papel primeiro é as concessões de alguns aeroportos espalhados pelo #Brasil, como de Florianópolis, Salvador, Fortaleza e de Porto Alegre. #Temer #Política