A partir deste domingo (18), o presidente do #Brasil #Michel Temer fará sua segunda viagem internacional desde que foi declarado presidente, após o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Temer viajará para os Estados Unidos e não precisará pagar nada por sua estadia..

O hotel "Plaza Athenee", que fica na cidade de Nova York ,possui todas as contas já pagas pelo governo brasileiro, na época em que Dilma Rousseff estava no poder.

Dilma reservou uma suíte no hotel, em abril deste ano, mas em cima da hora, resolveu se hospedar na casa do embaixador do Brasil na Organização das Nações Unidas (ONU), Antônio Patriota, que tinha feito um convite para a ex-presidente.

Publicidade
Publicidade

Uma das prioridades de Temer é evitar gastos e ao saber deste fato, ele decidiu utilizar este hotel e não pagar nada pela sua estadia. O "Plaza Athenee" deu créditos para o governo brasileiro, na época em que teve a desistência da petista, e Temer aproveitou o fato, para evitar assim, mais gastos para os cofres públicos.

O valor gasto pelo governo Dilma foi de R$ 60 mil por essa acomodação de luxo.

Marcela Temer

A primeira-dama, Marcela Temer, também iria junto com o marido na viagem, porém achou melhor ficar no Brasil para cuidar do programa Criança Feliz, do qual ela é embaixadora. O programa busca atender crianças que estão cadastradas no Bolsa Família e possuem até 3 anos de idade. A primeira-dama está fazendo os preparativos para colocar o programa em andamento.

Agenda Temer no EUA

Na segunda-feira (19), o presidente do Brasil falará sobre a crise dos refugiados em uma reunião convocada pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon.

Publicidade

Na terça-feira (20), o presidente Michel Temer fará discurso na Assembleia Geral da ONU. Temer falará de todo o cenário econômico mundial, sobre os programas de concessões que ele lançou em seu governo, sobre o clima e reforma das Nações Unidas.

Nos #EUA, o presidente do Brasil se encontrará com outros presidentes, como Tabaré Vázquez, do Uruguai, o presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa e o da Nigéria, Muhammadu Buhari.

Na próxima quarta (21), Temer participará de reuniões com os países que assinaram o Acordo de Paris, que fala sobre as mudanças climáticas. Brasil inclusive assinou acordo de cooperação para menos emissão de gases.