Neste ano, as regras para as Eleições municipais estão um pouco diferentes. A começar pelo tempo do programa eleitoral. Agora os candidatos a prefeito tem apenas dois tempos de dez minutos por dia na TV aberta. Antes, esse tempo era de vinte minutos e tinha também a presença de vereadores. Já os que tentam a vaga de vereador somente tem espaço nas inserções comerciais ao longo do dia. A dificuldade tem mexido com a criatividade de muito candidato. Nossa reportagem decidiu pesquisar alguns nomes engraçados e se espantou com a variedade de gente que tem tentado agradar o eleitor.

Para a conquista do voto vale tudo, até apostar em apelidos, nomes de parte de corpo ou frases completas.

Publicidade
Publicidade

Que tal dar seu voto para o candidato Piroca entrar na Câmara de Pracuúba, no Amapá? O nome verdadeiro de Piroca, na verdade é Adinailson Santos de Oliveira. Ele tem 34 anos, é solteiro e completou o ensino médio. O site da Justiça eleitoral não traz qual a função de Adinailson. Outra que também está tentando chamar a atenção do jeito que dá é Xereca.

Candidata do Partido Verde (PV), Xereca é o apelido escolhido por Antonia Rosangela Pereira da Silva, de 53 anos. Natural da cidade de Aurora, no Ceará, ela tem o sonho de ser vereadora em Mongaguá, estado de São Paulo. Xereca não tem um companheiro ou companheira. À justiça eleitoral, ela informou que está solteira e que seu ganha pão é como comerciante. Diferente do Piroca, ela não chegou a cursar o ensino médio, tendo o Fundamental incompleto. 

Os fãs de artistas também podem ficar felizes.

Publicidade

Não faltam pseudônimos na campanha, de Xuxa a Faustão. Afinal, rivalidade de emissora não é um problema na hora de tentar a sorte nas urnas. Até mesmo 'Seu Barriga' tenta a câmara de Torres, no Rio Grande do Sul. Rejeitando cobrar os 14 meses de aluguel de qualquer eleitor, 'Seu Barriga' se filiou ao PDT e é comerciante. Ele até se casou, mas acabou o relacionamento em um divórcio. Aos 53 anos, ele dos três citados é o que tem mais escolaridade, o ensino superior incompleto.  #Eleições 2016