O "Departamento de Propinas" descoberto pela Polícia Federal, se refere a um setor da empreiteira #Odebrecht. Nesse setor, políticos e nomes de impacto na sociedade eram chamado por apelidos. O ex-ministro Antônio Palocci, preso na última segunda-feira (26), era conhecido como "Italiano" na planilha, já o ex-senador Gim Argello era o "Alcoólico". Mais um segredo que a #Lava Jato busca nas investigações, pois a polícia ainda não identificou um nome que é citado duas vezes na planilha, cujo apelido é "Diplomata". Nas investigações da 35ª fase da Operação Lava Jato a polícia quer identificar quem é essa pessoa, que é caracterizado como um "Diplomata" de Brasília.

Publicidade
Publicidade

A descoberta dessa planilha partiu de um disco rígido que foi encontrado com uma ex-funcionária da empreiteira, Maria Lúcia Guimarães Tavares, ela se encontra presa e está ajudando nas investigações. O conteúdo do disco rígido havia sido apagado, porém, foi resgatado parcialmente por profissionais que atuam na Lava Jato. O "Diplomata" que consta no documento é uma pessoa que participava de "solicitações especiais" no setor de "Operações Estruturadas", o então descoberto setor de propinas da Odebrecht. 

O arquivo que, em boa parte foi corrompido, se chama “NTUSER.DAT-Report”, nele foi encontrado doze "solicitações especiais", Maria Lúcia tinha acesso à maioria desses documentos. 

O arquivo é do sistema Windows, cada usuário tem um perfil que é criado dentro do arquivo, cada perfil tem um acesso na qual é registrado o histórico de navegação.

Publicidade

É um arquivo de registro que guarda o banco de dados de uma central. 

Andamentos da Lava Jato

Desde que foi criada, em 2014, a Lava Jato realizou 643 mandatos de busca e apreensão, em 32 fases de operação. Os crimes de #Corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro e organização criminosa, se referiam a 216 pessoas acusadas. Conforme o andamento das investigações, já foram recuperados R$ 2,4 bilhões, segundo a procuradoria-Geral da República. Pagamentos de propina identificados na operação já constaram o valor de R$ 6,4 bilhões.