Nesta terça-feira, 20, o colunista Cláudio Humberto, do 'Diário do Poder', publicou revelações a respeito do apresentador Roberto Justus, conhecido por programas como 'A Fazenda' e 'O Aprendiz', da TV Record. O colunista político revelou o que seria até então um plano visto como secreto do empresário: ele quer ser o Donald Trump brasileiro. Nos Estados Unidos, Trump é empresário e apresentador. Ele chegou a ser demitido da emissora que trabalhava por comentários xenofóbicos, mas isso não o afastou do desejo de chegar à disputa pelo mais alto cargo no poder. Donald agora disputa com Hillary Clinton a presidência do país, hoje, governado por Barack Obama, 

Os comparativos entre Trump e Roberto seriam bem maiores do que o fato dos dois terem apresentado 'O Aprendiz' e dizerem para os candidatos que esses estavam "demitidos". Justus se orgulharia de ser comparado com o político americano e segue seus passos.

Publicidade
Publicidade

O plano dele, segundo o colunista Cláudio Humberto, seria chegar à presidência do Brasil, e, acreditem, ele tem feito tudo para viabilizar isso. Agora o comunicador, que já colocou muitas pessoas para fora de 'A Fazenda', decidiu assumir convicções políticas.

Durante o processo de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, do Partido dos Trabalhadores (PT), por exemplo, ele chegou a dizer que se a companheira política do ex-presidente Luiz Inácio da Silva voltasse ao país, aconteceria a maior tragédia já feita no Brasil. Como sabemos, no dia 31 de agosto, o Senado Federal por 61 votos a 20 escolheu pela deposição da petista, que agora continua militando na campanha municipal. Nesta semana, ela estará com Jandira Feghali, do Partido Comunista do Brasil, que disputa a prefeitura do Rio de Janeiro. 

No entanto, apesar de criticar Dilma, Roberto seria visto por pessoas próximas como tão ruim quanto ela.

Publicidade

Um ex-sócio disse ao 'Diário do Poder' que se Justus se candidatar e vencer uma eleição, ele seria uma tragédia tão grande quanto Dilma. O comunicador não está convencido disso. Por isso, teria tentado marcar uma entrevista a dois com o presidente Michel Temer, do PMDB. Ele foi recebido apenas por assessores.  #Governo