O senador e ex-presidente Fernando Collor (PTC) começou a percorrer inúmeras cidades de Alagoas para ajudar os candidatos ligados à sua coligação. Foram diversos municípios percorridos, onde ele aproveitou a oportunidade e falou um pouco sobre os seus trabalhos no #Senado Federal. Collor percebeu que o povo está insatisfeito com a manutenção dos direitos políticos da ex-presidente Dilma Rousseff. 

As pessoas abraçavam Collor e parabenizavam sua atitude no Senado, de se opôr contra esse "fatiamento" no julgamento de Dilma. O ex-presidente havia dito que era inaceitável ele ter passado pelo mesmo rito de leis e julgamentos de Dilma, mas ela ter sido beneficiada por "acordos", evitando que ela ficasse inelegível.

Publicidade
Publicidade

Collor se revoltou com isso e disse que os julgamentos dele e da ex-presidente foram na verdade "dois pesos, duas medidas".

"Golpe"

Durante as caminhadas, discursos e abraços, Collor ouviu de várias pessoas que o "verdadeiro golpe" aconteceu em 1992. Nas redes sociais, o ex-presidente percebeu o sentimento de injustiça que o povo brasileiro estava sentindo. Tinha internautas comentando que o certo seria a restituição do mandato de Collor, pois naquela época não houve nenhum tipo de acordão para salvar os seus direitos públicos.

Elogios

O deputado federal Marx Beltrão (PMDB), ressaltou a importância dos trabalhos de Collor no Senado, durante um comício. "O senador faz a ligação do nosso povo com o governo federal", disse Beltrão. De acordo com o deputado, o apoio de Collor favoreceu investimentos em diversas áreas fundamentais.

Publicidade

Outros prefeitos também elogiaram o senador pelo excelente trabalho desenvolvido. Os prefeitos são das cidade de Coqueiro Seco, Pilar, São José da Laje, União, Matriz do Camaragibe e São Luis do Quitunde.

A presença de Collor foi uma verdadeira festa nas cidades. As emendas que Collor conseguiu aprovar mudaram a "cara" da zona rural. Segundo o prefeito de São José da Lage, o ex-presidente não mede esforços para ajudar o povo simples das cidades mais debilitadas. #FernandoCollor #Impeachment