Os investigadores da Operação Lava Jato fizeram uma força-tarefa para que fosse concluído, pelo menos uma, das denúncias que pesam sobre o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva. E na tarde dessa quarta-feira, (14), foram concluídas as investigações que acusam o ex-presidente de receber vantagens indevidas de empreiteiras investigadas na #Lava Jato, como a empreiteira OAS. A previsão é que seja finalmente feita a denúncia contra o ex-presidente, ainda na tarde dessa quarta-feira, e seja enviada ao juiz federal de 1ª instância de Curitiba, Sérgio Moro. Os investigadores concluíram que o petista realmente cometeu crimes na compra do tríplex, no condomínio Solaris, no Guarujá, litoral do estado de São Paulo.

Publicidade
Publicidade

De acordo com a denúncia que será feita a Justiça, a empreiteira OAS não apenas reformou completamente (a pedido da família de Lula), mas também tratou de reservar o imóvel. As investigações apontaram também que o ex-presidente apenas desistiu de tomar a posse do imóvel após a grande repercussão do caso perante a mídia.

Lula ainda poderá ser denunciado por outros processos

Nos próximos meses, ou até anos, Lula se tornará um frequentador de audiências e de tribunais, pois pesam contra ele outros processos de corrupção, favorecimentos ilícitos e de tentar obstruir investigações da Justiça.

Os processos que Lula terá que responder, mais conhecidos do grande público, é o da tentativa de comprar o silêncio do ex-diretor da Petrobras, Nestor Cerveró, para que ele não fizesse acordo de delação premiada com os investigadores da Operação Lava Jato.

Publicidade

E a investigação do sítio de Atibaia, no qual existe a suspeita de ter sido oferecido e utilizado pela família de Lula como forma de favorecimento ilícito e pagamento de propina. No caso do sítio, a empreiteira acusada de reformar e de oferecer a propriedade a Lula é a Odebrecht.

Desde fevereiro desse ano, os advogados de defesa de Lula tentam “escapar” da alçada do juiz Sérgio Moro. Uma série de recursos foram interpostos em Tribunais Superiores para tentar evitar que Lula fosse julgado por Moro. Mas ao que parece, os advogados não vão obter êxito em seus recursos. #SérgioMoro