Apesar do rompimento mais do que litigioso entre PMDB e PT na esfera federal, os dois partidos seguem firmes em coligações, unidos como nunca, nas disputas municipais. Segundo levantamento feito pelo jornal O Globo, o Partido dos Trabalhadores está presente em 29,47% das coligações encabeçadas pelo #PMDB. Em números absolutos, petistas e peemedebistas estarão lado a lado em 648 municípios nas eleições de outubro.

Como já é de costume, o PMDB é o partido que mais lança candidatos em eleições municipais, são 2.351 no total, contra 1.737 do PSDB, que está em segundo lugar. Por essa razão, as coligações do partido são extremamente diversificadas, não há como aplicar uma lógica para as alianças.

Publicidade
Publicidade

Por exemplo, o segundo partido com maior número de coligações com o PMDB é o DEM, com 604 município, o que equivale a 27,47%. Já o PSDB, rival histórico do #PT, e, no cenário atual, base do governo Temer, fica em 4º lugar como partido com maior número de coligações com o PMDB, são 589 municípios, 26,78% do total. 

PT nas eleições de 2016

A imagem do Partido dos Trabalhadores está bastante manchada atualmente, seja pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, pelas denúncias envolvendo o nome do ex-presidente Lula ou do ódio irracional de muitos eleitores que ronda o partido. Por essa razão, entre os três grandes partidos do país (PT, PMDB e PSDB), os petistas são os que apresentam a maior taxa de candidatos sem nenhuma coligação. Dos 994 candidatos do PT, 226 estarão nas disputas sozinhos, número que representa 22,7%.

Publicidade

Se fizermos um comparativo com PMDB e PSDB, dos 2.351 candidatos do PMDB, apenas 152 não possuem coligação nenhuma, quantidade que equivale a 6,5%. Já dos 1.737 candidatos tucanos, apenas 77 estão sem coligação, número que equivale a somente 4,4%, a menor taxa entre os 15 partidos com maior número de candidatos.

PSOL é caso a parte

O PSOL é uma figura quase que impar no cenário político brasileiro atual. Apesar de uma pequena representatividade no Congresso, os parlamentares do partido possuem grande voz, tanto na mídia como nas redes sociais, muito por serem "midiáticos", como por demonstrarem ser um ponto fora da curva dos políticos brasileiros.

Seguindo essa linha de independência também nas eleições municipais, o PSOL lançou 423 candidaturas no pleito de outubro, sendo 359 de forma própria, sem nenhuma coligação. Esse número representa 84,9% do total de candidaturas, número incomparável com qualquer outro dos 15 partidos que mais lançaram candidaturas. 

Candidatos ficha suja

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) recebeu o pedido de deferimento de mais de 496 mil candidaturas para prefeitos, vices e vereadores para as eleições municipais de 2016.

Publicidade

Desse total, a Justiça Eleitoral indeferiu 2.329 candidatos por caírem na Lei da Ficha Limpa, número que representa cerca e 0,5% do total de candidaturas.

 Das 2.329 candidaturas que foram indeferidas pela Justiça Eleitora, 1.301 ainda não estão proibidas por completo de disputar as eleições porque seguem esperando resultado do recurso. São 279 candidatos a prefeito, 120 a vice e 902 a vereador.  #Dentro da política