Neste fim de semana, ocorreram protestos favoráveis a ex-presidente Dilma Rousseff em algumas cidades do Brasil, a principal delas foi novamente ão Paulo. De acordo com informações do 'Diário do Poder' em matéria publicada nesta segunda-feira, 05, um grupo apoiado pelo Partido dos Trabalhadores (PT) pediu a prisão do juiz que encabeça a Operação Lava-Jato, Sérgio Moro. Segundo a legenda disse na rua, o magistrado está ousando perturbar a estrutura de um governo "sólido" para atender a interesses capitalistas. Moro, como sabemos, ajudou na descoberta de diversos escândalos envolvendo a maior estatal brasileira, a Petrobras. 

O #PT bancou adesivos que foram distribuídos e que pedem a prisão imediata do homem que recebeu o título de uma das cem personalidades mais influentes do mundo.

Publicidade
Publicidade

Sérgio virou uma verdadeira pedra no sapato e tem incomodado o ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva, que tem apelado a todas as instâncias para ficr livre de Moro. Até mesmo a Organização das Nações Unidas (ONU) já foi evocada. "Abaixo a Ditadura Moro na Cadeia", dizia um dos adesivos vermelhos compartilhados na Avenida Paulista.

Repercussão nas redes sociais e polêmicas

A ameaça e o pedido contra o juiz da Lava-Jato irritou muitos brasileiros, que já garantiram que vão agir. Veja alguns dos comentários:

"Um monte de Zé Ruela que por uns R$50,00 e um kit mortadela saem de suas casas pra fazer palhaçada nas ruas sem saber o porquê. Enquanto isso os mandantes que odeiam as "zelites" ficam no ar condicionado tomando vinho importado e whisky 12 anos e comemorando as arruaças. Alguém tem que pagar por isso".

Publicidade

"Os ZéRuela, admitamos, mas um professor da USP - PROFESSOR DE QUE, DO QUE E PARA O QUE? - esse tem de ser preso mesmo, forças armadas em cima dessa cambada que não tem o que fazer e tumultua a vida dos cidadãos direitos. "Bora" Temer."

"Esse povinho sem um minimo de discernimento, não merecem o respeito dos brasileiros honesto. Corja de vagabundos nojentos. Fora corja ptralha corrupta nojenta" #Sergio Moro