O ex-presidente Luiz Inácio #Lula da Silva teve um aumento de 360% em seu patrimônio pessoal entre 2011 e 2015. Quando terminou seu mandato em 2010, Lula declarou à Receita R$ 1,9 milhão e no final de 2015 o valor declarado já estava em R$ 8,8 milhões. Esses dados da receita integram a denúncia criminal feita contra o ex-presidente pelo Ministério Público Federal (MPF).

Segundo documentos enviados à Receita, esse aumento de R$ 6,9 milhões foi obtido com suas palestras, através da empresa L.I.L.S, criada após ele sair da Presidência em 2010.

De acordo com informações do ex-presidente para a Polícia Federal (PF), ele deu 70 palestras no Brasil e no exterior, nesses 4 anos, e conseguiu acumular um valor alto com os lucros obtidos.

Publicidade
Publicidade

Um dado interessante e que intrigou os investigadores foi um montante de R$ 5,6 milhões transferidos da empresa para Lula, bem no mês de novembro de 2014, onde "estourou" a fase mais "contundente" da Operação Lava Jato, que prendeu ex-diretores da Petrobrás, empresários e o governo federal foi acusado de irregularidades, arrecadando propinas da Petrobrás.

Várias empreiteiras, que são investigadas pela força-tarefa, foram responsáveis em repassar valores para a empresa de Lula L.I.L.S., totalizando um montante de R$ 21 milhões entre 2011 e 2015. Está sendo investigado se esse dinheiro repassado para a empresa L.I.L.S. está dentro da lei ou vem dos cofres públicos, com  a #Corrupção que se alastrou na empresa petrolífera.

Palestras com alto valor

Lula afirmou à Polícia Federal, que cobrava R$ 200 mi por suas palestras e que se quisesse teria 2 por dia.

Publicidade

Nunca faltava serviço. O ex-presidente justificou esse valor, dizendo que era o mesmo que o ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton cobrava. "Nós fizemos mais que Clinton, então merecemos, no mínimo, o mesmo que ele", disse Lula.

Objetivos

O ex-presidente comentou que a intenção dele era apenas divulgar o Brasil e falar das perspectivas para o futuro.

O advogado de Lula, Cristiano Zanin Martins, ressaltou que as palestras possuem documentos legais e tudo está dentro da lei. #Petrobras