As dificuldades de #Fernando Haddad em alavancar a candidatura em São Paulo já fazem o #PT pensar no segundo turno sem o seu representante. O atual prefeito é apenas o quarto colocado na preferência dos eleitores, com 10% das intenções de voto, segundo levantamento do Datafolha divulgado na última semana.

A pesquisa colocou o tucano João Dória como o líder com 25%, seguido de perto por Celso Russomanno (PRB), 22%, e #Marta Suplicy (PMDB), 20%. E segundo a coluna Painel, do site UOL, os petistas estão inclinados a apoiar Marta em caso de uma ida da peemedebista ao segundo turno. Por muitos anos, Marta foi do PT e chegou a ser prefeita de São Paulo pela sigla entre 2001 e 2004.

Publicidade
Publicidade

Neste domingo, em evento ao lado de Haddad em periferias de São Paulo, o ex-presidente Lula chegou a lembrar ao público que "Marta Suplicy não é mais do PT", para evitar que eleitores petistas mais desavisados votem nela por engano. Lula também disparou críticas a João Dória e Celso Russomanno.

Lula, que foi fundamental na eleição de Haddad em 2012, não está conseguindo transferir o seu prestígio político em votos para o candidato nesse ano. A imagem desgastada do PT por conta do impeachment de Dilma Rousseff e os desmembramentos da Operação Lava Jato também são tidos como fatores que pesam contra a campanha de Haddad.