Eduardo Suplicy é um dos nomes mais icônicos do Partido dos Trabalhadores (PT). Nesta semana, o ex-Senador que está em plena corrida eleitoral para vencer o cargo de vereador na maior cidade do país, São Paulo, acabou sendo flagrado por fotojornalistas beijando uma militante petista. A mulher se manifestava durante um ato contra o atual presidente do Brasil, Michel Temer, do PMDB. O protesto realizado na Zona Oeste da cidade ainda pedia a volta da ex-presidente Dilma Rousseff, deposta pelo Senado Federal, no dia 31 de agosto, por 61 votos a 20. 

De acordo com informações do portal de notícias R7, a foto do ex-Senador dando um beijo "cinematográfico" na manifestante foi registrada pela fotógrafa Gabriela Biló, do Estadão Conteúdo.

Publicidade
Publicidade

Essa  agência de notícias compartilha/vende imagens do Grupo Estado. O flagra acabou se espalhando pela internet, através de portais de informação, grupos políticos e dos famosos memes da web.

O ex-Senador estava em um ato contra o presidente do Brasil que começou ainda na região do Largo da Batata e seguiu até a casa de Michel Temer, no Alto de Pinheiros. A polícia chegou a fechar a área para evitar depredações. A família do peemedebista está morando com ele desde o mês passado em Brasília. Eduardo Suplicy já havia sido flagrado sendo agarrado por uma mulher no metrô da cidade. Ela chegou a cair em cima dele durante a viagem. 

Primeira-dama também é jovem

Muita gente brincou com o fato de Suplicy estar "ficando" com uma mulher bem mais nova. Outros lembraram que Michel Temer também tem um relacionamento com uma pessoa com muitos anos a menos que ele.

Publicidade

A primeira-dama, Marcela, está na casa dos 30 anos e já assumiu o programa social 'Criança Feliz', que atenderá brasileiros entre zero e quatro anos de idade. O orçamento deste programa para 2017, segundo o próprio governo, será de R$ 300 milhões, número menor do que chegou a ser anunciado pela imprensa, de R$ 1 bilhão. O programa social começará em dez cidades diferentes, mas pode ter o seu orçamento aumentado com emendas parlamentares efetuadas pelos deputados federais.  #Eleições #PT