Na China, o presidente do Brasil, Michel Temer, do PMDB, minimizou os protestos que estão sendo feitos contra o governo deve. O peemedebista chegou a dizer que as ações, a maioria claramente favorável a ex-presidente Dilma Rousseff, seriam feitas por 40 a 100 "depredadores" e que em um universo de 204 milhões de pessoas, atual população brasileira, segundo o IBGE, não poderiam ser considerados representativos ou mesmo democráticos. Apesar do poder no país estar interinamente com o deputado federal Rodrigo Maia, foi Temer quem autorizou que neste domingo, 04, haja intervenção militar em São Paulo. Soldados do Exército já estão nas ruas e fazem a segurança do entorno da principal Avenida da cidade, a Paulista. 

A mudança obrigou os manifestantes a mudar também o horário da própria manifestação, que para evitar com a passagem da tocha paraolímpica na região, será feita um pouco mais cedo.

Publicidade
Publicidade

Os organizadores foram avisados que a tocha passaria de qualquer jeito e que se alguém tentasse fazer qualquer coisa contra ela, seria usado a força e essas pessoas seriam detidas, tendo que pagar fiança de cerca de R$ 1 mil. Como os movimentos militantes já não tem tanto dinheiro, até porque quem os bancava já saiu do poder, decidiram não arriscar. #Michel Temer já avisou que todos os aportes feitos a siglas como o Movimentos dos Trabalhadores sem Terra, o MST, seriam cortados. 

O General Sérgio Etchegoyen,  Ministro Chefe do GSI,  e o Ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, já falaram publicamente sobre a preocupação do governo federal em relação a atuação de  um pequeno grupo de “bandidos” que,  de forma sistemática  e orquestrada,  se aproveitando da fragilidade das lideranças contrárias a Temer para fazer depredações.

Publicidade

Entre esses grupos, o que mais preocupa é o de 'black blocks', que em 2012 tirou o sono da própria Dilma, quando ficou à frente de manifestações contra o aumento das passagens de ônibus.

Em São Paulo, o grupo demonstrou que ainda tem força e destruiu lojas e agências bancárias. Lamentável.  #Militares