Nessa semana, um assunto tomou conta da mídia, os vestidos da primeira-dama, Marcela Temer. No dia Sete de Setembro, data que marca a independência no país, a bacharel em direito apareceu ao lado do marido, o presidente #Michel Temer, do PMDB, com um vestido branco simples, muito bem cortado. Mesmo tentando ser discreta, Marcela chamou a atenção pela sensualidade evidente e pela beleza. Não demorou muito para que todos quisessem saber de onde teria saído o vestido. A peça que custou pouco mais de R$ 600 foi confeccionada por um estilista de Brasília. No entanto, agora Marcela terá menos dinheiro para gastar. Pelo menos na função de embaixatriz do programa 'Criança Feliz', um braço do 'Bolsa Família', que começa a funcionar efetivamente em janeira do ano que vem. 

A informação dos cortes no programa, que ainda nem começou, foram dadas nesta sexta-feira, 09, pela coluna Painel, do jornal 'Folha de São Paulo'. O Ministério do Desenvolvimento Social estimava em R$ 1 bilhão o gasto do primeiro ano do “Criança Feliz”, mas foram reservados apenas R$ 300 milhões no Orçamento.

Publicidade
Publicidade

Aliás, alguns sites deram até cifras menores, R$ 280 milhões. Os R$ 1 bilhão prometidos antes devem fazer parte do orçamento apenas em 2018. Isso caso o programa social dê certo. O 'Criança Feliz' atenderá brasileirinhos entre zero e quatro anos de idade. A ideia é enviar profissionais de saúde para a casa das famílias desse brasileiros. 

Inicialmente, o programa funcionará como teste em dez cidades brasileiras. Perguntada pela 'Folha' sobre o porquê do corte, a pasta diz que os recursos que serão manipulados por #Marcela Temer já são satisfatórios e que esse valor pode aumentar com a ajuda dos parlamentares e suas emendas. Deputados tem direito a esse tipo de manobra. A quantia é destinada às cidades em que eles foram eleitos. Segundo a coluna Painel, Marcela despachará do gabinete que era ocupado por Giles Azevedo durante o governo Dilma Rousseff.

Publicidade

A sala tem acesso direto ao do marido. Eles poderão se encontrar o tempo todo.