#Dilma Rousseff vai receber cerca de 5 mil reais por mês de aposentadoria e esse valor não é suficiente para cobrir suas despesas, garantiu Kátia Abreu, senadora que falou pessoalmente sobre esse problema com a ex-presidente. Como garante o site “Boa Informação”, a senadora discursou no Senado para os colegas, pedindo que eles tivessem consideração com o risco enorme de Dilma não poder trabalhar mais, visto que, com esse valor mensal, ela poderia passar por muitas necessidades no futuro. Nas redes sociais, muitos brasileiros consideraram ridículo o argumento utilizado por Kátia Abreu para tentar sensibilizar os restantes juízes do Julgamento, que se verificou no Senado Federal.

Deposta, mas com seus direitos políticos intactos - foi esse o resultado da votação realizada por todos os senadores, que acaba ditando qual será o futuro imediato de Dilma.

Publicidade
Publicidade

Mesmo sem ter sido considerada ilegível para se poder candidatar futuramente, a verdade é que a ex-presidente não tenciona concorrer para nenhum cargo, tal como garante o site “Boa Informação”.

Contudo, antes mesmo de se ter realizado a votação histórica na política brasileira, Kátia Abreu acabou sendo a grande protagonista do discurso pró-Dilma, usando a vida pessoal da petista para tentar convencer o restante dos senadores a votar contra a inabilitação da petista. “A presidente fez as contas de sua aposentadoria e deve receber cerca de 5 mil reais. Então, precisa continuar trabalhando para suprir as suas necessidades”, garantiu Kátia Abreu durante o seu discurso emocionado, que surpreendeu muitos dos presentes e revoltou muitos brasileiros.

Na verdade, muitos cidadãos, usando as redes sociais, garantiram que, caso sejam provadas todas as ilegalidades que Dilma Rousseff cometeu nos últimos anos, ela deveria perder o direito de receber dinheiro do estado até ao fim da sua vida.

Publicidade

Vários comentários, além de demonstrar muita revolta devido ao alto valor da sua futura aposentadoria, questionam como Dilma poderia acabar na miséria se ela vai passar a viver em uma propriedade da sua mãe junto à praia no Rio de Janeiro.

Assista ao vídeo do discurso:

 

#Senado Federal