Passar em um concurso público para qualquer área tem se tornado uma árdua tarefa, cada vez mais mais difícil de se realizar com a crise econômica que afeta o país. A pouca oferta de vagas, o mercado em recessão e o nível de dificuldade alto das provas faz com que muitas pessoas tenham que abdicar da família, vida social e relacionamento para poder arranjar um emprego. Contudo, nem todos pensam que é preciso valorizar quem consegue passar em concursos públicos. O ex-presidente Luíz Inácio #Lula da Silva (PT), o Lula, investigado da Operação #Lava Jato, falou em público que políticos são "melhores" do que concursados de todo o país.

"Eu, de vez em quando, falo que as pessoas achincalham muito a #Política, mas a posição mais honesta é a do político.

Publicidade
Publicidade

Sabe por quê? Porque todo ano, por mais ladrão que ele seja, ele tem que ir pra rua encarar o povo e pedir voto. O concursado não. Se forma na universidade, faz um concurso e tá com um emprego garantido para o resto da vida", disse o petista.

Além disso, Lula disse que concursados como os do MPF são "analfabetos políticos" e não entendem de coalizão.

A fala foi feita durante um pronunciamento de Lula em sua defesa, após o Ministério Público Federal (MPF) apresentar uma exposição de ideias e acusações para confirmar que Lula era "o comandante máximo" da Lava Jato. Na opinião dos promotores concursados da instituição, sem ele, nenhum esquema seria possível. A notícia foi amplamente divulgada pela imprensa nacional e internacional e a defesa de Lula negou tudo, dizendo que o que foi apresentado não estava baseado em provas, e sim acusações infundadas.

Publicidade

Já o pronunciamento foi feito em um momento em que o ex-presidente disse que foi orientado para "não falar demais", já que, na sua visão, a tendência é que ele sofra acusações e suas palavras precisam ser medidas. Mas parece que o tiro saiu pela culatra, já que diversos servidores públicos se manifestaram contra o pensamento do petista e se disseram profundamente ofendidos.

No site do curso on-line "Estratégia Concursos", por exemplo, foi postada uma nota de repúdio a Lula pela fala. Já no site de concursos "Folha Dirigida" foi divulgada a mesma notícia, lembrando que servidores públicos concursados devem seguir as leis e também podem perder o cargo, de acordo com a própria Constituição brasileira. A estabilidade criticada pelo ex-presidente investigado é também garantia constitucional e necessária para que os profissionais aprovados que trabalham na administração pública não sofram interferências políticas no exercício de sua função.

Veja a fala de Lula sobre concursados no vídeo: