Neste domingo, 2, aconteceram as #Eleições municipais por todo o Brasil. Muitas pessoas famosas tentaram a sorte nas urnas, mas foram poucas as que realmente se deram bem. O candidato celebridade mais conhecido é o prefeito de São Paulo, que se elegeu em primeiro turno. João Dória, do PSDB, já esteve no passado no comando do programa 'O Aprendiz', da TV Record. Também da emissora de Edir Macedo está repercutindo uma polêmica envolvendo um apresentador de telejornal. De acordo com informações do jornalista Ricardo Feltrin, em matéria publicada nesta segunda-feira, 3, Marcos Paulo Ribeiro de Morais, que utiliza o vulto 'Marcão do Povo', acabou sendo recentemente anunciado como âncora do 'Balanço Geral', do Distrito Federal. 

Marcão, no entanto, está sendo alvo de graves denúncias no mundo político.

Publicidade
Publicidade

Ele está, nos últimos anos, sendo alvo de investigações, mas a TV Record prefere não se manifestar a respeito desse assunto através de sua assessoria de comunicação. O âncora do Distrito Federal, que está agora com 32 anos, já foi deputado estadual no Tocantins. Porém, em 2010, a Justiça Eleitoral cassou seus direitos políticos por três anos ao ser condenado por abuso de poder econômico.

Marcão teria mandado imprimir cerca de 55 mil jornais dizendo tudo o que ele fez na cidade de Gurupi. Com um detalhe, a cidade tinha até então 52 mil habitantes. Ou seja, foi mais de um jornal para cada habitante. Pelo visto, Marcão gosta mesmo de comunicação. 

O Ministério Público do estado do Tocantins decidiu investigar o âncora do 'Distrito Federal'. Dessa vez, a suspeita é que ele tivesse envolvimento com a chamada máfia dos caça-níqueis, que cuida dos jogos de azar, proibidos pela legislação brasileira, na região.

Publicidade

Por conta disso tudo, o homem acostumado a chamar reportagens também virou alvo da imprensa. Ricardo Feltrin diz que os jornalistas do Tocantins aparentemente detestam o colega. Se Marcão vai ou não voltar a política, agora é incerto, mas ele elevou a audiência da Record no DF em 40%.