Por mais incrível e deprimente que pareça, nossas leis continuam ajudando os bandidos e punindo a população que a cada dia continua indefesa e à mercê do Estado. Nessa última eleição, criminosos foram eleitos e serão diplomados em suas cidades.

Em Itatiba/ES, o "Beto da saúde" está preso desde o dia 06 de setembro, acusa de improbidade administrativa, associação criminosa e corrupção. Mesmo assim a cidade elegeu-o como vereador, batendo inclusive pessoas honestas que pleiteavam o cargo.

O caso mais famoso é o de Rocha (#Bira como é mais conhecido), que “trabalhava” como assassino de aluguel e que foi condenado por aproximadamente 5 assassinatos, responde por tráfico de drogas, violência doméstica, etc.. O que espanta nesse caso é que Bira, ao votar escoltado por policiais, foi aplaudido como herói e aclamado pela população da cidade de Catolé do Rocha/PB, que gritava o seu nome.

Publicidade
Publicidade

Bira ainda fez o V de vitória, mesmo com algemas, e o mais interessante é que foi um dos mais votados da cidade.

É realmente preocupante o ocorrido e mais preocupante ainda é saber que os bandidos têm o apoio da população, que depois reclama de seus representantes.

 O que diz a Justiça sobre isso

O procurador Francisco Miné afirma que “mesmo os candidatos que estão cumprindo prisão preventiva ou aqueles que estão aguardando prisão definitiva poderão ser diplomados nos termos do artigo 216 do código eleitoral, baseado no princípio da inocência, principio esse constitucional e que garante a todos os diplomados a possibilidade de exercício de seu mandato. ”

O que espera o Ministro do TSE Gilmar Mendes

A esperança do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, como a de qualquer cidadão, é que se torne definitiva a prisão ainda preventiva do bandido Ubiraci Rocha, vulgo “Bira”.

Publicidade

Essa é a única forma de enquadrar na Lei Ficha Limpa.

Se isso não acontecer até o final do ano, ele poderá tranquilamente assumir o cargo. A dúvida que temos é se ele vai ser solto e liberado de todos os crimes para ir à câmara ou se será escoltado e algemado para trabalhar.

Notícias recomendada

Dilma 'aliviada': Teori nega pedido de PGR e não envia inquérito para Moro

Temer prepara mudança de impacto no setor agrário e MST se revolta #Politico preso #Crime