Em operação que contou com a participação do Ministério Público Eleitoral (MPE), Polícia Militar (PM) e Tribunal de Justiça do Amapá (Tjap), autoridades flagraram dinheiro no quintal da residência de um político. O candidato concorre a uma vaga na Câmara da cidade de Cutias, a 135 quilômetros da capital, Macapá.

Cerca de R$ 5 mil foram apreendidos. Eles foram encontrados em uma área com lama no quintal do político. Por meio de uma denúncia anônima, os fiscais se dirigiram até o local para apurar a hipótese de crime eleitoral, configurada por meio da prática de compra de votos.

Ao chegarem na casa, as equipes do MPE e do Tribunal de Justiça, acompanhados de policiais militares, se depararam com um movimento intenso de pessoas.

Publicidade
Publicidade

Decidiram, então, acionar o juiz eleitoral Marck William Madureira da Costa. Por meio do juiz eles conseguiram o acesso à residência do político para fazer o flagrante.

Uma vez no interior do imóvel, foram encontrados cerca de R$ 5 mil reais em notas de R$ 20, R$ 50 e R$ 100 lançadas no quintal da casa.

O político, cujo nome não foi divulgado, alegou não ser o proprietário do dinheiro e levantou a possibilidade de ser uma armadilha armada por adversários.

Conforme afirmou o promotor eleitoral Fabiano Castanho, o Ministério Público Eleitoral fez uma força tarefa para coibir irregularidades eleitorais em todo o estado. Na madrugada deste domingo, a polícia militar realizou a detenção de um outro suspeito de crime eleitoral. Ele foi abordado na periferia da cidade, no bairro Perpétuo Socorro, portando em seu carro R$ 2,8 mil em notas de R$ 10 e R$ 20 junto com várias listagens com nomes e seções de eleitores na capital. O veículo ainda continha material eleitoral de um candidato à reeleição para a Câmara de Vereadores.

Publicidade

Outro indício de crime eleitoral na capital Macapá foi a distribuição de cestas básicas na Zona Sul da cidade. O homem que estava distribuindo 19 kits com alimentos foi detido na noite da véspera da eleição. Os mantimentos estavam num carro adesivado com o símbolo do Partido da Mobilização Nacional (PMN). #Eleições #Eleições 2016 #Política