Neste domingo, 02, o voto da ex-presidente #Dilma Rousseff, na cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, acabou sendo marcado por muita confusão. Houve até quebra-quebra na seção eleitoral em que a companheira política do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou o seu registro. Nesta segunda-feira, 03, a história ganhou um novo capítulo. De acordo com informações do portal de notícias UOL, a Brigada Militar decidiu encaminhar à Polícia Civil do Rio Grande do Sul uma ocorrência, na qual uma candidata à prefeitura da cidade é acusada. As acusações que constam no registro são contra a vice-prefeita na chapa do #PT, Silvana Conti (PC do B).

Publicidade
Publicidade

De acordo com o documento da Brigada, Silvana teria atacado os policiais, enquanto esses faziam a segurança do voto de Dilma. A candidata ainda teria jogado um vaso de flores, feito por vime, em um sargento. O objeto atingiu a cabeça do profissional da lei, que não foi identificado. Uma foto publicada pelo UOL mostra o momento em que o vaso voa na cabeça do policial. A imagem é tida como um flagrante da agressão. Silvana agora responderá por lesão corporal. 

A confusão aconteceu quando a imprensa tentava tirar fotos e filmar o voto de Dilma, após o seu impeachment. Os PMs estavam no local e tinha a ordem do juiz eleitoral Niwton Carpes da Silva, de impedir o acesso não somente dos profissionais da mídia, como também de fãs e até membros do próprio Partido dos Trabalhadores (PT), legenda de Rousseff.

Publicidade

Os policiais já fizeram o exame de corpo de delito após a agressão. 

Vídeo mostra ataque com vaso

O UOL diz que além da foto, um vídeo da confusão mostra a candidata tacando o vaso de flores no policial. O sargento, por sua vez, também aparece nas imagens chutando Silvana. De acordo com a ocorrência, Silvana apenas não foi presa porque não foi possível encontrá-la após os ânimos terem ficado mais calmos. A Polícia diz que o sargento atingido pelo vaso de vime ficou ferido na cabeça e nos braços. Silvana acabou sendo derrotadas nas eleições de domingo.