#Silvio Barros (PP), o candidato à prefeitura de Maringá, no Paraná, não compareceu ao debate realizado pela RPC, afiliada da Globo, no estado da região sul, nesta sexta-feira (28), por motivos religiosos. Ex-prefeito da cidade por dois mandatos, Barros é membro da Igreja Adventista do Sétimo Dia, cuja doutrina religiosa consiste, entre outras coisas, em guardar o pôr-do-sol de sexta-feira ao pôr-do-sol de sábado. Com a ausência do candidato, o jornalista Sandro Ivanowski, mediador do debate, entrevistou o concorrente Ulisses Maia (PDT).

Recado de Barros

Em sua página oficial no Facebook, Barros havia publicado um vídeo na quinta-feira em que explicava o porquê de não ir ao debate organizado pela RPC.

Publicidade
Publicidade

Confira na íntegra o que disse o candidato.

“Oi, gente, durante minha gestão como prefeito, Maringá foi muito abençoada. A cidade cresceu, progrediu, mas não foi só a competência do gestor e de uma boa equipe de servidores, nós fomos, realmente, abençoados por Deus. Agora, o próximo prefeito vai enfrentar uma crise nacional muito grande e vai precisar, ainda mais, de proteção, orientação e inspiração divina. Acontece que para receber essa orientação divina é preciso que ele seja coerente com as coisas que Deus pede.

Por mais de 30 anos, eu venho procurando ser fiel a princípios e valores estabelecidos na Bíblia. Princípios religiosos que me fizeram guardar as horas do sábado, do pôr-do-sol de sexta-feira ao pôr-do-sol de sábado como horas dedicadas a Deus e à minha família. Eu sinceramente não acho que um homem deva abrir mãos de princípios da sua relação com Deus, por uma campanha ou por pressão ou talvez por conveniência.

Publicidade

No primeiro turno, o debate da RPC foi numa quinta-feira, mas agora, no segundo turno, a RPC convocou o debate para uma sexta-feira à noite. Eu notifiquei e expliquei que, por motivos religiosos, não poderia participar na sexta e pedi para antecipar, porque eu acho necessário essa discussão e essa oportunidade do eleitor comparar os candidatos, mas não foi aceito.

Então, eu não estarei presente no debate da RPC amanhã à noite”.

Pesquisa

O Instituto Opinião divulgou uma pesquisa, na quinta-feira (27), em que o candidato Ulisses Maia (PDT) aparece com 60,37% das intenções de votos, contra 39,63% de Silvio Barros (PP).

Barros foi prefeito de Maringá entre 2005 e 2012. Na última eleição, seu vice-prefeito, Carlos Roberto Pupin, concorreu e ganhou. Pupin poderia se candidatar novamente nestas eleições, mas o Partido Progressista (PP) optou pela volta de Silvio Barros à disputa. #Eleições 2016