Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (#STF), participou de uma entrevista nesta segunda-feira (17), na TV Cultura. Ela comentou sobre vários assuntos do Judiciário. Em certo momento da entrevista, ela foi questionada se a Operação #Lava Jato seria "célere e um exemplo a ser seguido" ou apenas "um espetáculo que atropela os processos". 

Essa pergunta dos jornalistas se refere a uma crítica feita pelo ministro do STF, Teori Zavascki, que comentou que os procuradores da República estavam fazendo um "espetáculo midiático" na forma de acusar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva sobre os casos de corrupção.

Publicidade
Publicidade

Os procuradores se utilizaram de "slides' para mostrar que Lula era o chefe do esquema de corrupção da Petrobrás.

Cármen Lúcia disse que uma coisa é diferente da outra. "Celeridade não tem nada a ver com espetáculo", disse Cármen. De acordo com a presidente do STF, a Operação Lava Jato é um exemplo a ser seguido e a celeridade dela é muito importante para obter bons resultados nas investigações. "Essa celeridade da Lava Jato é algo muito positivo para a sociedade", ressaltou a ministra.

Segundo Cármen, não podemos dizer "espetaculosa", isso não legitima a Operação. "É de grande importância mostrar ao povo tudo que está acontecendo, porque ninguém pode aceitar esses gravíssimos casos de corrupção", comentou a presidente do STF.

Powerpoint

Mais uma vez, os jornalistas voltaram ao assunto, sobre o modo de como os procuradores acusaram Lula por meio de "slides".

Publicidade

Eles queriam saber o que ela achava do uso do powerpoint. Cármen respondeu que existem várias formas de divulgar e mostrar alguma coisa ao povo. "Existem outras formas de apresentar as denúncias do MPF, o que não pode, é esconder da sociedade qualquer coisa", disse a juíza. 

Corrupção

Na entrevista, outros assuntos foram conversados com a juíza, como por exemplo, o conjunto de medidas de combate à corrupção. Ela disse que as medidas são positivas, mas ainda precisa analisar a constitucionalidade de suas provas ilícitas. "As medidas podem ser fundamental para melhoras em nossa sociedade", comentou. #CármenLúcia