José Caldini Crespo é o novo prefeito de Sorocaba. O candidato do Democratas obteve, nas #Eleições deste domingo (30), 182.833 votos (58,48% dos votos válidos) contra 129.784 (41,52%) de Raul Marcelo, do PSOL. No primeiro turno, Crespo recebeu 133.767 votos (45,18% dos válidos), ante 74.001 (25%) do candidato do PSOL. Votos brancos foram 11.503, enquanto que 35.980 eleitores anularam seu voto. As abstenções bateram 23,47%.

O novo chefe do executivo sorocabano teve durante toda sua campanha maciço apoio do ex-prefeito Renato Amary, que inclusive o acompanhou na hora da votação. Dentre as propostas feitas durante a campanha, Crespo afirmou que irá aumentar o número de médicos nos postos de saúde e investirá nas áreas de infraestrutura e mobilidade, o que inclui a construção de uma rodoviária intermunicipal.

Publicidade
Publicidade

A partir de 1º de janeiro de 2017 ele gerenciará uma cidade de 586 mil habitantes (segundo dados do IBGE de 2010) com orçamento de R$ 2,604 bilhões, 3,8% menor do que foi neste ano.

Carreira política

Filho do ex-prefeito José Crespo Gonzales (já falecido), que governou a cidade entre 1969 e 1973, José Antônio Caldini Crespo nasceu em #Sorocaba em 5 de junho de 1955, é engenheiro e advogado. Foi três vezes deputado estadual, entre 1995 e 2007. Também se elegeu vereador nas eleições de 2008 e 2012. Também foi presidente da Empresa de Desenvolvimento Urbano e Social de Sorocaba (URBES) em 1989, quando foram construídos os dois terminais urbanos da cidade e introduzindo as catracas eletrônicas.

Antes de ser eleito neste domingo, Crespo tentou a vaga no Paço Municipal em outras quatro oportunidades.

Publicidade

Disputou o cargo do executivo pela primeira vez em 1992, mas não chegou ao segundo turno. Quatro anos mais tarde foi o candidato com mais votos no primeiro turno, mas no segundo foi derrotado por Renato Amary. Em 2000 os dois voltaram a disputar o cargo, mas Amary se reelegeu ainda no primeiro turno. Nas eleições de 2004, Crespo foi novamente o mais votado no primeiro turno, mas no segundo foi derrotado por Vitor Lippi, que era o candidato da situação. #DEM