Existem partidos de direita e partidos de esquerda. E muita gente se pergunta do que realmente se trata ambas as ideologias. Na teoria, as explicações podem não ser satisfatórias, afinal de contas pode ser necessário um pouquinho mais de conhecimento político e econômico para que haja, assim, um discernimento mais apurado. Por este motivo iremos, a seguir, citar algumas diferenças práticas cultuadas por partidos de direita e de esquerda. Iremos citar alguns temas bem populares, onde ambas as ideologias possuem linhagens de pensamentos distintos.

Capitalismo Vs Socialismo- Os partidos de esquerda normalmente apoiam países socialistas, como Cuba, Venezuela e Coreia do Norte, que também são de esquerda.

Publicidade
Publicidade

Em países capitalistas como os Estados Unidos, por exemplo, os líderes esquerdistas prezam pela "democracia vigente", mas com costumes socialistas, muitos deles cultuados nos países citados anteriormente.

Já os direitistas apoiam o capitalismo e livre comércio. Eles enaltecem o capitalismo, pelo fato deste método gerar empregos e, consequentemente, riqueza. O capitalismo não se curva ao estado, mas obviamente que o estado pode e interfere parcialmente, em prol da sociedade.

Homossexualidade- Os partidos de esquerda apoiam a união entre indivíduos do mesmo sexo. Já os partidos de direita desapoiam totalmente a união entre pessoas do mesmo sexo. Obviamente que há exceções, mas são raríssimas.

Conservadorismo- Por falar em homossexualidade, os partidos direitistas são altamente conservadores.

Publicidade

Eles prezam pela família tradicional, além de serem totalmente contra a legalização de drogas como a maconha, por exemplo.

Já os partidos de esquerda são mais liberais. O #PSOL, por exemplo, busca, mediante a constituição, a liberação da maconha. O argumento é que, se por ventura houver de fato a liberação, o tráfico de drogas será reduzido e, consequentemente, haverão menos mortes.

Religião- Apesar do estado ser laico, os partidos de direita cultuam costumes que, direta ou indiretamente, possuem relações com religiões conservadoras, especialmente o cristianismo. Um exemplo disso é a bancada evangélica existente no Congresso Nacional. Já os partidos de esquerda não são tão ligados a costumes religiosos, eles prezam sempre pela laicidade e liberdade de expressão. #PSC #PT