Quem ficou acordado até tarde na noite desta terça-feira, dia 19 de outubro, pôde acompanhar o debate forte entre os candidatos à prefeitura do município do Rio de Janeiro, Marcelo Freixo (PSOL) e Marcelo #Crivella (PRB).

Ambos concorrem à vaga na sede da administração municipal, no segundo turno, que ocorre no próximo dia 30 de outubro.

Ao se despedir dos eleitores que acompanharam a discussão até altas horas da madrugada, Crivella teceu um comentário que parece ter saído pela culatra. O pastor elogiou as jornalistas do canal RedeTV! dizendo que elas eram "encantadoras". Ambas não se manifestaram na hora, porém um vídeo mostra Mariana Godoy rindo e falando palavras de baixo calão em seguida.

Publicidade
Publicidade

O debate foi transmitido também pela internet, por meio da rede social Facebook, e pelo site UOL.

No vídeo que circula na web, Crivella diz: "Eu quero agradecer a você, Mariana, Ana, e dizer que esse sucesso todo é graças a vocês. Com certeza, a beleza de vocês encantou aos telespectadores e a todos".

Sem graça, Godoy faz um sinal de "adeus" para o público e sussurra um palavrão para a colega. Assista às imagens que estão viralizando na web.

Após o ocorrido, inúmeras páginas divulgaram a cena como uma "demonstração de machismo explícita" por parte do pastor que quer o cargo de prefeito da Cidade Maravilhosa. Uma internauta chegou a comentar na página "Mídia Ninja" que "Crivella não tem vergonha cara. É assim que ele trata as mulheres?", se explicando logo em seguida: "Isso foi uma cantada muito mal feita.

Publicidade

Agora elas serem 'encantadoras' justifica tudo? Elas não estão ali pelo talento como jornalistas?", revoltou-se.

O debate

Muitos internautas também já consideram o debate da RedeTV! como um dos mais "violentos" entre os dois candidatos. Em determinado momento, Marcelo Freixo chegou a dizer que o nome de seu adversário está ligado a milicianos e a outros políticos, como Garotinho.

Crivella, por sua vez, acusou o candidato da esquerda de apoiar blackblocks e disse que as mãos do deputado estadual estão "suja de sangue", lembrando o caso do cinegrafista morto durante uma das manifestações na Avenida Presidente Vargas. #Eleições #Eleições 2016