A Polícia Federal foi convocada para uma operação nesta quarta-feira (19) para concretizar a prisão do ex-presidente Eduardo Cunha. A prisão ocorreu em Brasília e o motivo é o envolvimento no esquema da #Lava Jato. Cunha terá que enfrentar várias acusações referentes aos seus atos; uma delas é a omissão de um dinheiro referente a um recebimento de propina do Benim (África Ocidental) e transferido para uma conta no exterior, na Suíça, no valor de aproximadamente R$ 5 milhões de reais. Além disso, Cunha teria tomado medidas para atrasar vários procedimentos da Lava Jato.

O local de sua prisão foi informado de duas maneiras, pelo advogado e pela Polícia Federal.

Publicidade
Publicidade

O advogado diz que Cunha foi preso em seu apartamento; já a Polícia Federal alega que o ex-ministro foi preso na garagem de um edifício.

O reconhecível juiz federal paranaense, #Sergio Moro (comandante da operação Lava Jato), determinou e tomou a decisão de prender Cunha de. O ex-presidente da Câmara dos Deputados embarcou no Aeroporto Internacional De Brasília com destino ao Aeroporto Internacional Afonso Pena (Curitiba), onde chegou por volta das 17:00 (horário de Brasília).

#Eduardo Cunha ainda se escapou, pois embora o STF (Sistema Tribunal Federal) tenha aceitado a denúncia do juiz Moro, só perdeu o foro privilegiado de seu mandato depois de o mesmo ser cassado. Diante dessa situação, durante algum tempo, Cunha conseguiu se livrar de Moro, sendo julgado apenas pelo Supremo. 

Dessa forma, Moro vem se destacando cada vez em busca do fim da corrupção (Lava Jato) e se tornando um ídolo da nação brasileira.

Publicidade

Com essa prisão, o juiz paranaense vem também rebater críticas de que estaria "perseguindo" apenas políticos ligados ao PT.

Táticas utilizada para atrapalhar a Lava Jato, segundo o MPF:

  • Quebra de sigilo de parente de Youssef (seu colaborador);
  • Ameaças;
  • Propina;
  • Vantagem indevida de bancos e empreiteiras.

Outras pessoas envolvidas:

Além de sua cassação e prisão, Cunha teve vários bens apreendidos e viu sua família envolvida no caso. Sua esposa, Cláudia Cruz, também está respondendo por lavagem de dinheiro, equivalente a US$ 1,5 milhão recebido pela própria em conta no exterior.